traducaoliteraria.wordpress.com
Os Bêbados e os Sonâmbulos, de Bernardo Carvalho
Não sei como surgiu aquela história de língua. Ele colocou a língua para fora. Estava toda manchada, como se tivesse sido desenhada, como o próprio corpo. “Está vendo esses desenhos?”, ele pergunto…