tavernablog.com
Como Um Fio que se Estende pela Eternidade – Ana Fagundes Martino
Às vezes, no meio da tarde, Menina Veneno brota na minha cabeça. Não é culpa minha. É culpa da Marina. Ela fica cantarolando mentalmente enquanto trabalha e eu, é óbvio, acabo captando. Podia ser q…