sendainterior.wordpress.com
Vanuza e E. Ou: memórias de uma paixão azeda
Ele era rio, sua alma abrigava águas profundas, de correntezas e irremediavelmente turvas. Ele era um homem; homem bonito, altivo e mesmo assim comum, porém de um comum arrebatador, desde que parec…