salveregina.altervista.org
LA CIVILTÀ CATTOLICA: COMENTÁRIO A CARTA ENCÍCLICA PASCENDI DOMINICI GREGIS DE SUA SANTIDADE SÃO PIO X - TEXTO I | Salve Regina
A contradição teórica e a hipocrisia prática inerente por necessidade lógica a absurdidade do modernismo – como acenávamos nos precedentes artigos1, comprovando as afirmações da encíclica com os testemunhas de chefes de escolas modernistas – aparece bem manifesta na síntese das doutrinas nebulosas do modernista crente: fé reduzida primariamente a um intuito da consciência, a uma adesão do coração ou experiência intima, e em suma a um sentimento sui generis; revelação àquele excitamento psicológico, orgânico, às vezes também mórbido que o causa, a uma «emoção» participada imediatamente na consciência de qualquer um, que é também experiência ou via de experiência; tradição a uma transmissão de tal experiência; inspiração a um impulso ou necessidade de explicar ou «formular a experiência»; dogma a uma concepção humana, como «fórmula» ordenada a representar ou a simbolizar a experiência segundo as categorias mutáveis do pensamento humano; e gradualmente, com variado, ambíguo e exótico frasario, que é um paliativo mas não mitiga a enormidade dos erros.