pitadasdosal.com
Circo é representado por aulas de acrobacia na Scar
“Na corda bamba da vida o homem busca através dos seus erros e acertos superar seus limites”, esta metáfora faz parte da rotina diária da professora de acrobacias Lucia Ridan Almeida Lins de Albuquerque, 32, ou simplesmente Ridan. Formada em artes cênicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e prestes a concluir uma pós-graduação em atividades acrobáticas do circo e da ginásticas, pela PUC-PR. Ridan é professora de acrobacia na Sociedade Cultura Artística (Scar), em Jaraguá do Sul e é apaixonada pela arte circense. As aulas possuem, além das técnicas inerentes ao circo, como acrobacias de solo (rolamento, estrelinhas, parada de mão, ponte, pirâmides) e aéreas (tecido e trapézio), atividades que envolvem alongamento força e consciência corporal de forma lúdica. “Nós trabalhamos com jogos, passo minha experiência do teatro por conta da vivência de palco, trago alguma noção de malabares também, mas o interesse maior dos alunos são as atividades aéreas”, garante a professora. Sempre que possível Ridan insere a parte históricas dos exercícios na aula. “A parte teórica é contada aos poucos”, explica. “Fomos no circo Vostok, que esteve em Jaraguá e essa vivência também faz parte do aprendizado”. Quanto as turmas Ridan informa que há [...]