pitadasdosal.com
Cazuza, 60 anos – O poeta está vivo!
Cazuza, 60 anos – O poeta está vivo! é o meu relato sincero de como a obra desse poeta mudou um pouco a minha vida! Ouvi falar de Cazuza um tempo depois de tomar contato com o grupo Barão Vermelho. Isso nos idos de 1983, no extinto programa Cometa Loucura, da TV Globo. Muitos nomes do BRock se apresentaram por ali. Porém, na minha cabeça de garoto suburbano do Rio, no auge dos meus 12 nos, a Blitz era muito mais legal que as letras confessionais das músicas do Barão. Enquanto a Blitz enchia os olhos daquele moleque com suas coreografias, cores berrantes e um vocalista carismático com duas meninas lindas fazendo vocal, o Barão tinha um bando de moleques, para mim, mauricinhos, desfilando roupas da Company e um vocalista que eu achava a encarnação do “playboy” da Zona Sul. Não rolou identificação, não tinha maturidade para internalizar as letras. Mas isso logo mudaria. Quando “Pro Dia Nascer Feliz” começou a tocar direto nas rádios cariocas, me chamou atenção a bateria, o refrão e a música do Barão passou a despertar minha atenção. Mas, foi no ano de 1984, com Bete Balanço na trilha sonora do filme de Lael Rodrigues [...]