peregrinacultural.wordpress.com
A uma bailarina, soneto de Maria Thereza de Andrade Cunha
A uma bailarina — Maria Thereza de Andrade Cunha — — Fecho os olhos e a vejo que, ondulante Como um salgueiro ao vento, fina e leve, Lá…