pelomundo.pt
Islândia - 1º dia - Pelo mundo
Nunca estive na lua mas aterrar na Islândia parece me ser o mais parecido com uma chegada a esse planeta. Autêntico solo lunar, planícies perdidas de lava, poucas casas, pouca gente, pouco sol. Muito frio. E estamos no Verão. Mas o clima por aqui não tem complacências, um casaco bem quente e imprescindível, bem como umas boas luvas, um cachecol e um gorro. Começo por confessar não ser grande fã da paisagem “verde e vacas” mas a Islândia está no top dos destinos actuais, com mais de 2 milhões de turistas por ano e a sua beleza anda na boca do mundo. Isto a juntar ao entusiasmo da minha grupeta de viagem, levou me a meter me numa avião e cá estou eu. E agora toca a descobrir porque é que de há meia dúzia de anos para cá anda tudo a falar desta ilha de vikings, vulcões e glaciares. Chegamos a Requijavique só com tempo para deixar as malas 3 partir de carrinha alugada para o nosso primeiro destino, a cascata de Gulfoss. Até lá há planícies de lavanda, outras de lava, algumas de feno, planaltos escuros que nem breu, estradas estreitas de rectas infinitas. Veêm se mais...