olharbudista.com
Poema: Chamem-me pelos meus verdadeiros nomes | Thich Nhat Hanh
Chamem-me pelos meus verdadeiros nomes Não digam que parto amanhã Porque hoje estou ainda chegando. Olhe bem, a cada instante estou chegando Para vir a ser botão de flor em ramo de primavera Para s…