michelsonborges.wordpress.com
As cartas que Freud tentou destruir
“Tenho de contar-te o lindo sonho que tive após o enterro”, escreveu Sigmund Freud a um amigo dias após a morte do pai. Encontrava-se no barbeiro e lia numa tabuleta: “É obrigatório fechar os olhos…