metamorfosepensante.wordpress.com
Náufragos
Não sou nada. Nunca serei nada. Não posso querer ser nada. E meus últimos sonhos morreram afogados no mesmo naufrágio que matou a namorada chinesa de Camões. * Os três primeiros versos são do poema…