literaturademetro.blog
Exigências
Amor pagão Na fogueira arde Fui contra o cristão E deixei de ser covarde Fogo forte, dor eminente Logo a sorte foi, de repente Luto pra poder, Meu último artifício Pr’um dia te ver Farei sacr…