guinote.wordpress.com
Apoios
“O relógio era o orgulho da cidade. Estava no alto da torre (…)”, começa o texto do António Torrado, o segundo destas mercadorias. E a primeira pergunta que o professor imaginou, …