garapuvu.blog
atrás da porta
Quando olhaste bem nos olhos meus E o teu olhar era de adeus, juro que não acreditei Eu te estranhei, me debrucei Sobre o teu corpo e duvidei E me arrastei, e te arranhei E me agarrei nos teus cabe…