garapuvu.blog
o poema da página 186 e algumas notas alheias de uma aula de 2006/2
«Que terra de comer, Mas não coma já. Ainda se mova, para o ofício e a posse. E veja alguns sítios antigos, outros inéditos. Sinta frio, calor, cansaço: para um momento; continue. Descubra em seu m…