falandoemliteratura.com
Resenha: “Em busca do tempo perdido- No caminho de Swann”, Marcel Proust
(…) Mas, quando nada subsiste de um passado antigo, após a morte dos seres, após a destruição das coisas, apenas o cheiro e o sabor, mais frágeis mas vivazes, mais imateriais, mais persistent…