falandoemliteratura.com
Resenha: “Senhora”, de José de Alencar
Há mulheres assim, a quem um perfume de tristeza idealiza. As mais violentas paixões são idealizadas no exílio. (p.17) É uma pena que livros clássicos da literatura brasileira sejam vistos pelos jo…