evandro.wordpress.com
Somos sempre os de sempre
Somos sempre os de sempre. Não desertamos nada. Medimos, frente a frente, o mesmo gosto frágil de saber que, no fundo, puro sopro amputado, falta, acordo de nuvens, o que sempre faltara. (Bruno Tol…