cronicasdeunainquilina.com
"O idioma do império" | Crónicas de una inquilina
Tradução do Eduardo Vasco, Diário Liberdade Sempre quis aprender francês para ler A Náusea e As Palavras de Sartre em seu idioma, porque nas traduções, por muito boas que sejam, em algum momento se perde a essência, a pureza do texto que só se mantém ao lê-lo no idioma em que ele foi escrito ori