cloefenix.com
Ideias Soltas - Texto 43 - Cloe Fenix
A infância que eu protejo Não é mais do que uma lembrança Um desejo que anseio Que deixe sempre esperança Aquilo que eu tive Um dia quero entregar Aquela doce criança Que vem sempre aqui brincar Voa nas asas de uma borboleta de sonhos e fantasias vem cantar um poema Que terás sempre alegrias Hoje ris sem saber Que um dia foi só lembranças Daquela minha doce infância Eu quero sempre recordações