cloefenix.com
Ideias Soltas - Texto 37 - Cloe Fenix
Eu rio Eu choro Eu sofro Eu admito Que o rio que jorra Vão é apenas dor É detritos Da mágoa que sinto Da mágoa que causei Do caos que eu vivo Da história que criei Eu não estou certa de nada De nada eu nunca saberei Aquilo que eu dei. Nem sempre encontrarei