cloefenix.com
Ideias Soltas - Texto 33 - Cloe Fenix
Não acordes por mim A dor que vive cá dentro Não esperes por fim A luz dentro do filamento Eu quero o fim Da sombra que cobre a gente Do frio enfim Do medo que assabora a mente Eu peço ao vento Que traga a tua bondade O calor que envolve Com um abraço apertado Acolhe em mim O amor que cresce cá dentro Que acolhe a dor Que aceita o que vem com gente A dor que não apaga A gente tem de aceitar A luz que se vai Um dia tem de voltar Eu não estou só Enquanto me abraçares Eu amo e só A vida eu vou enfrentar Para que sempre ao teu lado Eu possa ficar.