cloefenix.com
Ideias Soltas - Texto 17 - Cloe Fenix
Aprendi o que é loucura Na minha simples televisão Um rio de amargura E nem sei qual a razão Lá vem mais uma história Que vira notícia nacional Vais mostrar a tua oratória De quem é rico e sem noção A dor que passa ao lado Não têm sentido, nem forma É a vida de um humilhado Que vive da simples reforma A loucura, só é loucura com a desgraça a tua porta vem o médico que tudo cura sem saber qual, é a demora A desgraça que o atinge já o pobre sentiu e viveu Quando o rico chora horrores só porque o seu chá arrefeceu A loucura desta vida Não esta no que aconteceu Está naquilo que eu sigo Aceitando cada queda Até que a bolha arrebenta E o céu, escureceu