cloefenix.com
Ideias Soltas - Texto 11 - Cloe Fenix
Numa noite de natal Um familiar calor me envolveu Tão perto do coração Que um sorriso floresceu E nem deu para perceber O som do riso de uma criança O crepitar da lenha na lareira O cheiro dos doces e da ceia São parte de uma memoria Que eu quero para a vida inteira Não leves para longe A memoria que não quero perder Trás de volta a emoção De uma lágrima que se perdeu O natal da minha infância Tinha um encanto especial Agora que eu cresci eu vejo O grande esforço do Pai Natal Aquilo que eu perdi Não me lembro mais por que razão Vou te dar como prenda Um amor, que não tem igual Um pedaço de uma memória Que eu guardo no coração Não vou saltar para o fim da história Porque tudo tem uma razão Vamos criar uma memória Que viva para sempre Dentro do meu coração