boullan.wordpress.com
Um poema de Ana Bolena?
Ó morte, me embale enquanto eu durmo Me leve para um repouso silencioso. Deixe sair meu fantasma cansado e inocente Do meu cuidadoso peito. Toque o sino, Deixe seu doloroso som ressoar, Deixe que a…