blogueirasfeministas.com
Intocáveis, Spike Lee e o racismo dos estereótipos
Era pra ser um filme emocionante, engraçado, sensível. Foi o que me disseram. E de certa forma era. O que ficou, porém, foi outra coisa. Uma ponta de dúvida, uma ponta de tristeza para a invisibili…