blogentreaspas.com
Para Nunca Esquecer
– De quantos assassínios estamos a falar? – Quem sabe? Há um turno de dia e outro de noite, nunca pára. Pelo menos duzentas ou trezentas pessoas de cada vez, e isto só no nosso crematór…