blogdopauloruch.com
“Estreando brilhantemente na direção teatral, Dani Barros transpôs com força, beleza e lirismo para os palcos um dos filmes mais emblemáticos do início dos anos 2000, ‘Dançando no Escuro’, de Lars Von Trier, escorada por um elenco de alto e reconhecido nível, encabeçado por Juliane Bodini, como Selma, uma mãe abnegada por amor incondicional ao filho, e músicos com exponencial qualidade artística”.
Foto: Elisa Mendes No ano 2000, os amantes de cinema de todo o mundo ficaram impressionados com o mais novo filme do cineasta dinamarquês seguidor do Movimento Dogma 95, Lars Von Trier, estrelado p…