anis.org.br
Quando presos se matam entre si, o Estado tem culpa
por Gabriela Rondon Publicado originalmente no Jota As novas barbáries que inauguraram o ano de 2017 já manchando de sangue os presídios brasileiros retomaram um debate desgastado sobre os direitos das pessoas presas: deve ou não deve o Estado indenizar as famílias daqueles que morrem violentamente sob sua custódia? O Supremo Tribunal Federal dá resposta