acasadevidro.com
HILDA HILST – Erupções poéticas de obscena lucidez
HILDA HILST (1930 – 2004) Por que me fiz poeta? Porque tu, morte, minha irmã, No instante, no centro de tudo o que vejo. Me fiz poeta Porque à minha volta Na humana idéia de um deus que não c…