zonacurva.com.br
Áustria elege ambientalista e escapa da extrema direita - Zona Curva
No país natal daquele que prefiro não escrever o nome para evitar a Lei Godwin, por pouco a extrema direita, representada pelo nacionalista Norbert Hofer, não venceu as eleições ontem. O ambiente criado pela vitória de Trump na eleição norte-americana em novembro e pelo Brexit quase tornaram a Áustria o primeiro país europeu governado pela ultradireita desde a Segunda Guerra Mundial. Com 53,3% dos votos, o ambientalista Alexander Van der Bellen, 72 anos, defensor da União Europeia, venceu Hofer, de 45 anos, do Partido da Liberdade (!!), com 46,7% dos votos nas eleições presidenciais. Bellen já foi do Partido Verde, mas concorreu como candidato independente. Ele havia vencido as eleições em maio por uma pequena margem de 31 mil votos em um país de 6,4 milhões de eleitores, mas a Justiça anulou o pleito por suspeitas de irregularidades. Desta vez, a margem foi maior.