palavreira.com.br
O que aprendi sobre luto
"O adeus a alguém que não fomos apropriadamente preparados para perder é falho. Soa mentiroso, descabido. Tão irreal que, na maior parte do tempo, nossa consciência periférica acredita que a pessoa continua lá, onde sempre esteve."