soulconteudo.net
Fidura e Thiago Bandeira – "Trabalha, poeta" - Soul Conteúdo
Fidura e Thiago Bandeira – “Trabalha, poeta” Imagine o que seria deste mundo Se todo vagabundo resolvesse trabalhar Não haveria vaga nem no cabo de enxada Para aquele que vive a madrugar Minhas dívidas eu pago com poesia Vendo as minhas roupas, mas não largo o violão E sempre ouvindo o que mamãe dizia Eu cantando respondia nos versos da canção Sou arquiteto, artesão, engenheiro e cientista Alquimista, professor, sou modelo,...