projectoadamastor.org
Poesias — Olavo Bilac
Tenho frio e ardo em febre! O amor me acalma e endouda! o amor me eleva e abate! Quem há que os laços, que me prendem, quebre? Que singular, que desigual combate! N…