kooka.org
{#página74} 
Às vezes não é preciso mais nada. Um abraço é o suficiente. Desenho-o para mim, para quando for preciso, para quando me faltar. Como hoje.