kooka.org
#day373
Passar o Tejo de barco é uma espécie de fuga. Fuga ao trânsito, aos caos, à confusão. Ao pensamento. {(…)”Creio no mundo como num malmequer, Porque o vejo. Mas não penso nele Porque pen…