jagostinho.com.br
CAPA DA REVISTA VEJA DESTA SEMANA | Jota Agostinho
A vida do empresário Adir Assad começou a mudar quando ele trocou o ramo do entretenimento pelo da engenharia. Em quatro anos, o faturamento de suas empresas cresceu 574 vezes. Elas se tornaram peça fundamental num esquema que destinou clandestinamente 1 bilhão de reais aos bolsos de funcionários públicos e políticos corruptos. VEJA desta semana põe a nu as engrenagens dessa máquina.