independente.jor.br
Viúva de Marielle defende afeto como forma de luta LGBTI - Independente
Da Agência Brasil Companheira de Marielle Franco por 14 anos, a militante dos direitos humanos e arquiteta Mônica Benício afirma que a demonstração de afeto era uma das maiores formas de luta da vereadora carioca a favor dos direitos da população lésbica, gay, bissexual, transexual e intersexual (LGBTI). Mônica participou de um vídeo da Anistia