citacoescinefilas.com.br
Resenha | Sense8 - segunda temporada - Um roteiro mal explorado e o foco principal perdido - Citações Cinéfilas
Sense8 desde que se lançou em 2015, chama a atenção por sua temática sensitiva. No inicia éramos colocados a prova a todo momento, tentando descobrir as conexões, anseios, ligações entre oito distintas pessoas espalhas ao redor do mundo e com habilidades capazes de serem compartilhadas. Um roteiro perfeito, imensamente rico. O que acontece é que o público que acompanha e gosta da série está conectado com esse universo e descobertas. E o que acontece quando isso se perde e muda o foco? Será que teremos uma série tão interessante ou ela cai em senso comum? Isso é o que acontece com Sense8 – segunda temporada, uma série em meio a multidão, com um roteiro mal explorado e o foco principal perdido. A primeira temporada girou em torno do desafio de estarmos interligados naquele universo de personagens e estereótipos a serem combatidos. Nos damos de cara com a homofobia, com a intolerância religiosa, com um universo mais humano do que de fato uma série sci-fi como prometido, mas comparando com o sucesso da série isso nunca pareceu ser um problema. Nos cativamos e torcemos por cada um de seus personagens: Lito, Will, Riley, Sun, Nomi, Kala, Capheus e Wolfgang. Alguns mais …