br.noticias.yahoo.com
"Isso não é água": o rio Paraopeba dois meses após desastre de Brumadinho
O pescador José Geraldo dos Santos usa um pau comprido para empurrar seu bote pelo Paraopeba tentando não se molhar, já que, segundo ele, a água espessa e marrom desse rio do sudeste é tóxica.