pan.com.pt
PAN questiona Câmara Municipal de Gondomar e Governo sobre respostas às pessoas em situação de sem-abrigo com animais
O PAN tomou conhecimento, através de vários relatos e órgãos de comunicação social, da situação da Elisabete e do Pepe, seu companheiro de quatro patas, que vivem há meses dentro do carro por falta de respostas para pessoas que ficam em situação de sem-abrigo e que detêm animais de companhia. No distrito do Porto, parece existir apenas uma resposta social que não força ao abandono dos animais e que resulta de um protocolo entre a Câmara Municipal do Porto, Segurança Social e o Centro Hospitalar do Porto, mas cuja capacidade máxima é para 35 pessoas, revelando-se insuficiente, uma vez que são várias as pessoas em situação de sem-abrigo acompanhadas dos seus animais. Muitos especialistas têm alertado para a importância da relação das pessoas com o seu animal de companhia e da importância de um vínculo com um animal, contribuindo para uma sensação de segurança, aumento da