~tive

Eu sei o quanto é chato, irritante, maluco, mas é como surfar, quer dizer, quem dita nossas “manobras” são as ondas, você sempre foi o cara que ditou minha caminhadas, digo, quem disse que eu queria? Eu nunca quis, isso simplesmente aconteceu e quando eu te perdi, mas perdi mesmo, definitivamente tive que aprender a caminhar sozinha e eu caí. Ah, se eu caí, a todo momento, de todas as formas, mas depois de um tempo eu estou aqui sabe? Em pé. Quem não me conhece e me vê por aí, caminhando e com um sorriso estampado no rosto, vão me julgar dizendo que esqueci rápido demais, que nunca foi amor, que se fosse amor não estaria tão bem. Mas só Deus sabe o quanto eu lutei pra me curar, pra me fortalecer novamente, só Deus sabe como meu coração doía quando te esperava no fim da tarde, já acostumada em te ter, sabe? E você não aparecia, nunca voltava. Como foi difícil superar os nossos dias, os nossos lugares, as nossas músicas, que depois de tanto tempo eram tudo, cada canto, cada coisa me lembrava você, uma coisa insuportável que insistia em me ver infeliz, como se nunca mais eu pudesse me sentir bem comigo mesma. Cada dia que se passava eu perdia as esperanças de que algo iria mudar, eu comecei a me perguntar os motivos pelo qual nos deixamos e não os que eu te queria de volta. Não posso dizer que estou 100% curada de você, não posso dizer que raramente meu pensamento vaga á você, e eu suspiro de representação como um “que saudade”, mas que não é dito, mas é sentido. Você me ensinou muita coisa, me ensinou que a caminhada é mais leve com um companheiro do lado, me ensinou que o sorriso é mais fácil com alguém que quer te fazer feliz. Mas também ensinou que caminhar sozinha é amadurecer, caminhar sozinha é aprender que a vida também é bela, caminhar sozinha é mostrar que o amor próprio faz bem, e é um dos melhores amores. Por isso, jovem, eu agradeço você por todo aprendizado e por ainda, ás vezes, raramente, dá um aperto no meu coração pra falar que você faz falta, mas uma falta saudável.
—  Escrito por Aline, Amanda N., Lorrayne e Marcela em Julieta-s.

E o volume da minha de rascunhos só aumenta. Palavras que não foram boas o suficiente ou que não tive coragem o suficiente para deixar alguém ver. Com isso, meu silêncio também só aumenta.

Comi o cu Virgem dela

Olá leitores, me chamo Guilherme, tenho 17 anos, sou alto, magro mais não muito, cabelos pretos e olhos castanhos…

Bom vou contar uma experiência que tive essa semana, a alguns dias conheci uma garota, seu nome era Bruna, 15 anos, baixinha, magra, peitinhos pequenos e durinhos, uma bunda redondinha e empinada

Nos conhecemos pelo Facebook, começamos a conversar sobre coisas normais, musicas, gostos e etc, até que perguntei que tipo de filmes ela gostava, gostei de sua resposta, ela disse que gostava de todos os tipos mais que gostava ainda mais dos “inadequados”, pensei comigo que não deixaria essas oportunidade passar.

Me propus pra assistir uns com ela, e ela mais que depressa aceitou, e continuamos conversando, perguntei se ela já tinha feito sexo, e ela me disse que sim, então perguntei se teria algo que ela gostaria de experimentar, ela por um momento demorou a responde, devia estar pensando, aí ela responde que nunca tinha feito sexo anal

Mais que depressa chamei ela pra realizar a sua vontade, ela aceitou, combinamos que no dia seguinte iriamos “assistir” uns filmes

Dado o horário combinado lá foi ao encontro dela, havia combinado de encontrá-la no horto florestal que é próximo a sua casa, chegando lá está já estava a minha espera

Usava um short jeans curtinho bem apertado que deixava aquela bundinha ainda mais empinada, chegando perto agarrei e comecei a beija-la loucamente, no meio do beijo ela me empurra e diz

-Se acalma, espera chegarmos em casa

-Então vamos. Disse eu

Andamos algumas quadras e logo chegamos a sua casa, entramos e íamos em direção à sala pra podermos ir para o quarto, passamos pelo sofá e eu a empurrei na parede e comecei a roçar meu pau que já estava duro em sua bunda, logo ouvi ela entre gemidos dizer

-Tira minha roupa, e me chupa todinha, já estou molhadinha de tesao

-Quero ver se essa boquinha sabe chupar uma rola. Disse em seu ouvido

Ela mais que depressa se ajoelhou na minha frente abriu meu sinto e puxou minha bermuda junto com a cueca box que usava, e começou a passar a língua na cabeça e me olhar com uma cara de safada

Logo começou a punhetar e a engolir até onde conseguia do meu pau, e começou a aumentar a velocidade cada vez mais, começou a lamber todo meu pau desde a cabeça e descia até as bolas e chupava com vontade, depois voltou a engolir toda minha pica e a punhetar com vontade, logo disse que iria gozar e ela deu uma mordida na cabeça que fez interromper e me olhou com uma cara de safada e me pegou pela rola e me puxou até o quarto

Quando entrei ela me jogou na cama e disse

-Fica quietinho que eu que mando aqui, vou fazer você ficar louco

Obedeci.. ela começou a tirar sua roupa, logo já estava sem nada, e ela veio em minha direção e subiu em cima de mim como uma leoa faminta, pegou minha rola, pincelou na entrada da sua buceta, olhou pra mim e perguntou

-Você quer meter gostoso na buceta da sua putinha quer ?

Eu só acenei a cabeça dizendo que sim e ela só deu uma risada safada e disse

-Vai ter que esperar que agora é a sua fez

Aí ela saiu de cima de mim e deitou na cama com as pernas abertas e falou

-Vem cá meu macho, chupa essa buceta e me faz gozar na sua boca com essa língua gostosa

Obedeci, comecei a chupar aquela buceta lisinha e rosada, que delicia, comecei a enfiar um depois dois dedos, senti que era bem apertadinha, comecei a passa a língua em seu clitoris, logo ela começou a gemer e nisso aumentei a velocidade, logo sentia seu meu em minha boca, e que delicia, subi e comecei a beija-la, logo ela disse

-Vem me fuder, quero sentir essa rola gostosa na minha buceta

Deitei e ela já subiu em cima de mim, encaixou meu pau na entrada da sua buceta e começou a descer bem devagar, sentindo cada centímetro da minha rola, e eu sentia aquela buceta apertada que era uma delicia

Quando já tinha entrado a metade ela começou a rebolar até que entrou tudo, e ela rebolava feito louca, se apoiou no meu peito e empinou a bunda e começou a sentar com vontade e gemer alto

Depois de um tempo levantou e virou de costas pra mim, e começou a sentar de novo e jogava a bunda pra trás e gemia feito uma cachorra

Aí ela levantou, veio perto de meu ouvido e disse

-Agora vou te dar uma coisinha pra não esquecer disso

-E o que vai ser ? Perguntei

-Vou te dar meu rabinho, nunca dei pra ninguém, espero que você goste

Ela ficou de quatro e empinou bem a bunda, virou o rosto e me olhou com uma cara de puta safada e disse

-Vem, mete tudo aqui no meu rabinho

Molhei o cuzinho com saliva e comecei a colocar um dedo e depois, tirei os dedos, molhei mais um pouco e posicionei a cabeça do meu pau na entrada do seu cuzinho e fui forçando de vagar, quando parte da cabeça já tinha entrado, dei uma empurrada um pouco mais forte e ela deu um gemido, misturado de dor com tesão nessa hora parei e esperei um pouco, aí disse

-Quer que eu pare um pouco ?

-Não, quero que rasgue meu cu com essa rola gostosa. Disse ela

Nesse momento não pensei duas vezes, segurei ela pela cintura e enfiei que estou até o talo, e ela soltou um gemido alto

De vagar comecei um vai e vem e fui acelerando cada vez mais, de repente já estava, metendo com força naquele cuzinho, e ela gemia e pedia mais, comecei a estocar fundo e ela virou e me disse

-Goza vai, goza bem fundo no meu cuzinho

A peguei pela cintura e comecei a estocar bem fundo e logo disse que iria gozar e em uma estocada bem funda, jorrei toda a porra naquele cuzinho, ela vira pra traz com um sorriso e se afasta tirando minha rola de dentro, deita na cama com a perna aberta e força pra tirar a porra de dentro de seu cuzinho…

Depois disso, ela foi tomar um banho e eu fui embora… espero que tenham gostado até um dia aí em mais um conto !!!

  • Enviado ao Te Contos por Guilherme

Fifi, você já desenhou gente? Sim! E até tenho uma história envolvendo gentes humanas!

Fazia muitos anos que eu não desenhava essa personagem. No desenho temos Nikky e sua gata Mila, aliás o nome da minha gata se deu por conta da Mila dessa história, que veio bem antes.

Era 2002/2003 e eu lia muitos mangás. Numa noite voltando da faculdade de artes, tive a ideia de fazer meu próprio “mangá”. E assim nasceu o Buttonikka (sim, o nome é esquisito desse jeito mesmo) que contava as histórias de Nikky, uma garota que não era notada por ninguém, nem pelos próprios pais e que de repente descobre que é uma metamorfa, uma Bastet do antigo egito, Nikka.

Mas antigamente a gente fazia fanzines com papel sulfite mesmo. Eu desenhava as páginas num A4, dividia ele no meio, apoiada numa prancheta e fazia tudo isso de madrugada, porque eu trabalhava em duas escolas e estudava a noite, ou nas férias. Depois xerocava tudo, e olha, era complicado achar um bom xerox que ficasse bem nítido e bonito naquela época.

Nessa época a gente trocava cartas, era muito legal, lembro que minha alegria era receber cartas das pessoas trocando desenhos e fanzines, tenho a pasta de cartas até hoje. Depois eu inventei de fazer um site bem podre e arcaico onde a galera jogava um rpg estranho que eu tentei criar, onde cada um criava seu metamorfo e então escolhia os poderes e lutavam usando um dado de um aplicativo maluco… nem eu lembro direito, era muito arcaico.

Os desenhos são bem toscões, mas se você quiser ler esses fanzines, que alguns ainda me perguntam se vai ter continuação e me conheceram justamente por eles, você pode encontrar aqui: http://buttonikka.deviantart.com/gallery/
#desenho #drawing #digitalart #dibujo #cat #girl

Made with Instagram

Iris

Hermes

Mods

Polly

Olha, eu ainda não tive a oportunidade de ler o segundo livro do Magnus Chase, pois comprei ele a pouco tempo e ele chegou só agora. Estou tendo que focar nos estudos pra unesp e tá meio foda achar tempo para ler, porém assim que eu dar uma olhadinha, eu prometo que digo minha opinião sobre o ship. Eu dei uma pesquisada e gostei muito de Alex ser genderfluid. Sério, é demais, eu não tinha ideia como funcionava, mas com essa personagem o Riordan fez nós termos uma visão a mais do mundo. Adorei e espero shippar fierrochase kkkkk Bom, é isso. 

Agora, sobre os novos personagens, eu dei uma pesquisada nos que eu não conhecia, como o Alex, e os que foram apresentados no primeiro livro eu amei! Sério, muito bom, a saga Magnus Chase promete.

Sobre a questão do Whitewashing, eu sou kpoper e fazem muito isso com os kidols. Simplesmente odeio quando isso acontece, e o duro é que a Coreia sempre quer justificar. Me dá um enjoo. Antigamente, quando eu participava do tumblr, acho que a uns 3 anos atrás, eu não tinha ideia sobre isso, então meio que fazia isso sem querer. Colocava ator branco pra quase tudo, mas agora que cresci e amadureci a ideia que não existe apenas um tom de pele no mundo, eu estou prestando mais a atenção às caracteristicas fieis dos personagens e aplicando o máximo que eu posso.

Então sim, esses personagens eu gosto deles do modo que são e não do modo que o fandom quer que eu veja. 

Espero ter esclarecido, obrigada por perguntar e volte sempre.

/polly

“É bem legal, não é?” perguntou em um tom orgulhoso, limpando as suas mãos num pano ali perto para depois levantar-se, ficando praticamente da mesma altura que a pessoa com quem conversava. “Eu juntei minha mesada durante quase um ano para comprar essa belezinha. Ainda sim, eu tive que aprender algumas coisas para poder deixar ela direitinha. No final, consegui deixar ela parecida com um carro bruxo, com a invisibilidade e a capacidade de voar…. Só que né, é uma moto” comentou, soltando uma curta risada. “Mas sério, isso é muito difícil. Eu tive que quebrar bastante a cabeça e passar algumas noites em claro, mas acho que consegui. Quer dar uma volta? Eu dirijo, é claro. Só não vou lhe prometer que não corre riscos, porque será meu primeiro teste”

O início - parte 2

Quando tive a conversa por whatsapp do post anterior, estava reunido com amigos em uma confraternização de fim de ano e foi realmente muito difícil esconder a ereção! Já estava imaginando mil coisa e doido pra ir logo pra casa. No caminho, que parecia mais longo que o normal, estava realmente preocupado em como deixá-la totalmente confortável com a situação pra que ela pudesse aproveitar ao máximo. Corria um grande risco de ser realmente uma noite de conversas e mais nada se ela não estivesse segura.

No meio do caminho fiz uma parada e comprei um pacote com 6 camisinhas sabor morango, uma forma de mostrar que realmente queria que ela fizesse sexo naquela noite. Quando cheguei em casa vi que nem precisava ter me preocupado. Ela estava mais linda que o normal, pronta pra sair. Com um vestido curto que deixa ela simplesmente maravilhosa. Ela sorriu com um pouco de vergonha e respondi com um beijo. Pedi pra ela dar uma volta, falei como estava linda. Perguntei como tinha sido a conversa com o cara mas ela estava nervosa, ansiosa. Falei pra ela relaxar, que a amava muito e queria que ela aproveitasse. Peguei o pacote de camisinhas e entreguei, falei que quando ela voltasse queria chupar uma bucetinha com gosto de morango. Ela sorriu, colocou na bolsa as camisinhas e se despediu, ele já estava chegando pra buscá-la na esquina de casa.

Fiquei em casa em overdose de tesão. Se não fosse nosso filho ainda acordado e brincando, teriam sido infinitas punhetas. Nunca vivi uma noite tão longa. Cada hora que passava eu ficava mais ansioso, mas tinha a certeza de que aquela altura, já havia concretizado minha nova situação: corno!

Quando ela chegou nosso filho já estava dormindo. Minha vontade era jogá-la no chão e chupar como se não houvesse amanhã… mas tive que me segurar, não podia estragar o momento. Não podia ser único. E tinha que ser no tempo dela.

Ela chegou tímida me deu um beijo e foi pro banho (lá se foi meu gostinho de morango). Veio nua pra nossa cama onde eu já esperava ansioso por ouvir como havia sido. Ela já me olhou com toda vergonha do mundo me perguntando: “O que quer saber?” e logo respondi: “Tudo. E com detalhes”. Infelizmente a vergonha não me permitiu uma riqueza nos detalhes, afinal foram algumas horas de sexo, mas transcrevo a curta narrativa:

“Ele parecia você no nosso primeiro encontro: me comia com os olhos já queria me beijar. Ficamos conversando um pouco e ele ficava me acariciando, dizendo como eu estava linda… e logo me deu um beijo. Depois subiu meu vestido, já tirou minha calcinha e começou a me chupar. Toda hora falava em como ‘ela’ era linda e como eu era gostosa. Depois ele veio pra cima de mim… demorou bastante pra gozar. Eu não gozei. Tomei um banho e ele me trouxe.”

Logo a parte interessante foi totalmente resumida! Mas o importante é que realmente havia acontecido. Comecei a beijá-la todinha… Até começar a chupar aquela bocetinha que passou horas metendo e estava toda inchada (mas sem gosto de morango). Depois de gozar bem gostoso na minha boca, me deu um beijo e um elogio “ninguém me chupa como você. Me come.” Aí durante o sexo ia fazendo umas perguntas e ela ia respondendo. Me mostrou na prática as posições que fez, falando o que gostou e não gostou. Gozei tanto que me senti vazio.

Já deitados pra dormir, perguntei como se sentia agora que realmente era uma esposa liberada. A resposta foi que apesar de estranho, era gostoso por não estar mentindo pra mim. Mas o mais estranho era ter que me contar como foi.

Mas valeu a pena.

danysilvaahh  asked:

Olá poderia fazer um texto de aniversário para minha mãe ??

Claro que posso, mil desculpas por nao ter respondido antes tive alguns problemas.



Bem hoje é o dia em que um anjo completa mais um ano de vida. Um anjo que foi escolhida para ser minha mãe. Alguém que me carregasse por 9 meses e cuidasse de mim por todo o resto da vida. Agradeço muito por ter você na minha e por todas as ajudas, os ensinamentos e as lições de vida que aprendi com você, mãe. Você me mostrou que o amor verdadeiro pode sim existir e é ele que presenciamos nessa relação de mãe e filha. Quero te dizer que te amo muito e que desejo só coisas boas a você e Feliz Aniversário!

i have not been on at all for a few days i had to take a break to get my Stuff Together!!!! my mom recorded me singing and now im Popular and Viral all over my family. my third rela//tive rogelio has even heard me sing i didnt know he existed!!!