voce-perdeu

Tá tarde, sabia?

 O que você tá fazendo? Tá o que? Pensando em ir falar com ela? Depois de tudo que você fez? Ah por favor! Ela tá com um sorriso diferente né? Pena que só agora você percebeu. Sei não, cara, se eu fosse você não ia falar com ela. Ela mudou. Falo das atitudes dela. Acho que por dentro ela mudou tanto que isso acabou refletindo exteriormente.   Tá de cara feia por que? E essa lágrima no canto do olho, por que isso? Já está tarde… Muito tarde. Ela te avisou não é? Mas você… Você não ouviu. Você preferiu sair, suas farras, mentir, trair. Ela perdoava. Tola. Mas chegou uma hora em que ela cansou… E quem não cansa? Agora é tarde pra essa lágrima escorrer, é tarde pra você se dar conta. Você ainda quer ir falar com ela? E vai falar o que? Que sente muito? Que quer ‘voltar’ e está arrependido? Acha que ela vai cair nessa? Bom, há um tempo atrás diria que sim, mas agora… Acho que dessa vez não. O jogo acabou. Ela cresceu, ela aprendeu. Ela não se ilude com meia dúzia de palavras suas. Ela descobriu o valor que ela tem. Você tinha a garota mais incrível do mundo nas suas mãos, e olha o que você fez: A deixou de lado.   Veio fácil, foi fácil. E só. Você poderia tê-la pra sempre, ela seria sua pra sempre, não importa pra que canto do mundo você fosse, ela te esperaria. Mas você preferiu o momento. Então que seja como você quis, curta o momento. Veja ela, na pista dançando, mais linda que nunca e olhe pra você, sentado em uma mesa suja, com uma garrafa de cerveja nas mãos. Você está sozinho, pode pegar uma ou duas essa noite, mas amanhã pela manhã, estará sozinho de novo. A única coisa que permanecerá com você é a angustiante dúvida “E se pudesse ser diferente…?”. Mas não é. E ela? … Ah ela te avisou.

Você perdeu

Você me perdeu. Penso que no final das contas era isso que você queria mesmo: me perder sem nem ter me tido direito. Você conseguiu. Parabéns! Foi perda total. Sem segundas, terceiras ou mais chances. Só perdeu.

Você perdeu, moço. Perdeu a garota que dava a vida pra estar com você, que fazia de dia chuvoso e nublado, dia feliz. Que transformava tempestades, chuva e frio em um belo banquete convidativo para um dia cheinho de chocolate quente, pipoca e guerra de travesseiro na sala da sua casa. Um dia cheinho de amor. Que trocava tudo só para passar horas pendurada no telefone falando com você, sem nem ligar que amanhã seria segunda-feira e que agora o relógio já passava das 2h15 da manhã.

Você perdeu a garota que antes de sair de casa, te enchia com um bom dia repleto de amor e positividade. Com sorrisos. Com sorrisos de quem desejava que o seu dia fosse o melhor possível. E que se não fosse, não teria problema, pois quando você saísse do expediente eu faria seu dia valer a pena.

Você perdeu a menina que não tinha preguiça nenhuma de levantar da cama às 00h00, sonolenta, pra sair ali na frente de casa porque você estava lá me esperando. Só porque você não teve um dia bom, não estava bem e precisava de um colo. Do meu colo.

Você perdeu a menina que viajaria horas dentro de um ônibus só pra ir te ver. Que chegaria correndo e te abraçaria como quem abraçasse o mundo. O meu mundo. Você perdeu a garota que te transformava no príncipe mais lindo do mundo. Que não tinha príncipe Willian ou Harry da Inglaterra que tirasse sua posse.

Você perdeu a garota que te redigia os melhores versos e as melhores cartas de amor. Que transformava uma lágrima sofrida e recheada de saudade nos versos mais lindos jogados num rascunho qualquer, de uma folha qualquer.

É, moço. Você perdeu.

Perdeu a menina que os olhos brilhavam ao te ver. Eu não via, mas sentia. E isso já bastava. Perdeu ela. Que no meio dessa gente que é tão pouco, queria ser tudo pra você. Mas não fui. Não deu. E tudo porque você não quis.

Jurei durante semanas que a única perdedora da história tivesse sido eu. Mas não foi. Foi você o derrotado. Não se conteve com tanto amor. Não aguentou a barra. Você foi fraco. Hoje entendo, por isso desistiu. Porque amar é pra coração forte e alma leve. Você, não tinha nada disso.

Você me perdeu. Mas sem problemas, logo outro me acha.
E você?
Bom, vai navegar sozinho nesse seu barquinho de papel que se rasga com a primeira tempestade em alto mar.
Quanto á você e a esse seu coração fraco: game over, moço.

Você perdeu – Ana Batista de Barros (Facebook: Ana2b)

“Era pra ter sido só sexo. Desde o início e até o final. Nunca mencionar o “fazer amor”, mesmo que eu achasse tão chulo o teu “vamos meter” ao pé do ouvido. Deu errado porque eu te amei, mas sexo não costuma dar errado. É como andar de bicicleta, sabe? Se você aprende, não esquece, e se não sabe ainda, gente pra te ensinar é o que não falta. Mas não ame. Não se envolva. Não se ilude. Cole os clichês na porta do quarto pra que você veja todos os dias assim que levantar. Porque o amor acabou comigo. Ele me deixou com os olhos inchados por seis meses e com uma baita dor de cabeça. Podia ser tudo baseado naquele velho ditado: “Somam-se duas pessoas, diminuem-se as roupas e então rezar pra não multiplicar”, mas você resolveu misturar isso tudo com jardinagem, e pra quê? Pra que plantar um amor em mim e dar vida à ele todos os dias, com músicas bonitas, vinho barato, cachorro quente na cama e um ret pra relaxar. Não há lógica em perder um mês da sua vida regando uma semente pra que depois que ela nasça você se esqueça dela, se desfaça e vá procurar uma semente nova. Com amor não se faz assim. Você não pode abandonar um recém nascido porque ele não saber se cuidar sozinho. Mas você me abandonou, e a gente só tinha um mês e pouquinho. Você aprendeu a caminhar antes de mim. Você largou aquele brinquedinho velho porque o novo é sempre tão mais legal. Mas sabe, você perdeu. Eu não te tinha, de fato, então nada me foi tirado. A não ser metade do peito e algumas moedas que você me pedia pra comprar cigarro. Fora isso? Tô inteira. É você quem ficou sem o meu amor. Você perdeu seu tempo cuidando dele pra um dia não querer mais. E ele ainda tá aqui, mas só por enquanto, porque uma hora… PFFF! Ele desaparece. Porque amor some, e só vem de novo quando aparece um outro jardineiro metido a otário e a moleque. Mas aí vai ser outro, porque ninguém contrata o mesmo serviço porco duas vezes. E… Eu já não te quero mais. Nem sexo, porque só de olhar pra sua cara eu sinto nojo, e te ter dentro de mim já não me completa mais. Nem em relação e muito menos em sentimento. Porque você é tão pouco que não consegue somar, você só sabe fazer, mas você não passa pra próxima fase. Você fica nesse seu video game chato de transas com várias mas não sai do Level 1, porque você é bobinho demais pra entender que a graça não tá no início, mas sim em ir até o final, e que viver uma vida só de começo é tão ruim. Você precisa zerar pra ver se é realmente isso que você quer, mas você é covarde e não se arrisca. E agora, qual vai ser?! Vai acabar sozinho e vai empacar no caminho, porque você pensa que desse jogo só se usa uma manete, mas com o tempo você aprende que é pra dois players, e aí talvez todas já estejam fartas do teu caráter podre e não queiram mais perder sequer um minuto contigo. Bom, e eu já vou estar pro nível 23, quem sabe, mas não com você. Babaca.” — Just sex, no stress.

anonymous asked:

Oi, eu nao sei o que falar mais adoro os poemas, voce tem muito sentimento e sei qui voce nao ta nem ai pra isso que eu to escrevendo mais so queria dizer isso tchau e continua postando

Notei que suas palavras foram sinceras por que voce meio que se perdeu. haha Muito obrigado pelo carinho! 💙