voam

Admiro aquelas pessoas que brilham por conta própria, que tem um universo na cabeça, que sonham, abraçam, beijam, cantam, riem. Que gostam de aproveitar o momento. Aqueles que não se importam, que não se arrependem. Aqueles que são tudo ou nada. Aqueles que agarram e não deixam ir. Aqueles que voam e voam para longe
—  Larissa Dias.

Borboletas Amarelas

Eu quis desistir. Assim como você. Eu quis acabar com tudo, com a dor, com o medo, as memórias. E ao contrário do que a maioria pensa, não é de uma hora pra outra que decidimos isso. Mas, quem não sente dor? Quem não quer acabar com a dor? Quem não gostaria de ter uma fórmula mágica para pôr fim a isso tudo que nos faz mal? A verdade é que não existe essa tal fórmula. A vida é como é, as pessoas são como são, nós somos como somos, mas o detalhe é que podemos melhorar. Não tem que ser. Tudo bem achar não ter nada a perder. Talvez não tenha mesmo no momento, mas e amanhã, depois? Você já pensou? Já pensou no que pode perder? Eu pensei. E por isso ainda estou por aqui. Não li isso em uma revista ou em um livro de auto ajuda, mas pense no amanhã, pense no depois, no fim do mês. Eu continuo esperando por esse depois, sabe? Posso esperar com você. E enquanto isso, fale sobre você, o que você gostaria de ser? Já pensou em ser um dia? Um dia depois de amanhã, depois do mês que vem, do ano que vem, já pensou? Quem você gostaria de conhecer? Não hoje, claro. Mas já pensou esbarrar com ele na próxima semana? Seria demais, né? E o que diria logo no primeiro segundo? Ah não, deixa pra pensar na hora. Pensar demais não é muito bom, o bom é se deixar levar, se deixar levar por coisas boas, deixar acontecer, sabe? Minhas asas quebraram, te contei? Mas eu insisto em voar mesmo assim, sou teimosa, insisto em viver mesmo com tudo me forçando o contrário, meu vôo não é como o da maioria, sou um pouco desengonçada, mas eu gosto de ser assim, e aqui pra nós, já vi piores. Mesmo com partes faltando lá estão, voando onde todos voam, no mesmo céu azul que as vezes chove tanto e parece querer nos derrubar. Mas eu posso te ajudar, amanhã, eu posso te levar pra voar comigo, mas só amanhã, hein.


Setembro Amarelo - Laryssa Oliveira

Já reparou no despertar de uma cidade? É interessante como tudo vai ganhando vida ao decorrer das horas. Você sai de manhãzinha e não vê quase ninguém perambulando pelas ruas, até que os raios solares se intensificam e as pessoas começam a despertar, e assim a vida se renova mais um dia, mais uma vez. Aos poucos tudo começa a ganhar vida. Os carros saem das garagens, as crianças saem de casa para irem à escola, as donas de casa começam a faxina e os senhores saem para trabalhar. Os passarinhos voam e cantam sem parar, tudo é vida, tudo começa a ter sentido novamente. O mundo é grande. As pessoas são muitas e cada uma delas enfrentam um perrengue todos os dias. São poucos os que conseguem observar como tudo (re)começa e são essas pessoas que fazem da sua observação uma lição para si próprios. A cidade desperta, a vida recomeça e o sol é para todos. Seja feliz!
—  Isabela Queiroz.
A gente nunca sabe quando é hora de dizer adeus. Nunca foi nos permitido entender quando e onde vai acontecer, ou então quanto tempo temos. Ou o quanto aquela pessoa da qual tanto amamos ainda viverá. Só sabemos que os olhos um dia se fecham, a voz doce e suave se cala. Ouvi dizer que só se sabe que é entre a chegada e a partida, o meio e o fim; dá um arrepio! E a gente pensa que poderia ter sido diferente… Diferente como? Talvez se eu tivesse me despedido, ou se então, eu tivesse dito o último “se cuida”, o último abraço, enfim, o último gesto de carinho. Nunca sabemos a hora do fim, nunquinha, mas novamente digo, ele chega. Calmo, quietinho, e faz um estrago. Paralisa. Hoje o céu é cinza, os pássaros nem cantam, tampouco voam, e a dor é demasiadamente igual à todas as outras perdas. Os acordes do violão nem fazem sequer uma melodia. Fica apenas a saudade e o pensamento de “e se…”
Encaramos a morte como um pesar, mas nunca nos perguntamos se a morte nos testa: amou o quanto pode? Foi feliz? Fez o outro feliz? O que sabemos é que ela chega, e que leva uma parte da gente com ela. Dói, dói bastante. O ponteiro parou no tempo e o tic-tac do relógio, infelizmente, é silencioso.
—  Abdicou-se.

Frases para tatuagens:

1. Amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta, o amor jamais acaba.
2. Do nada em mim o amor fez o infinito.
3. O verdadeiro amor nunca se desgasta. Quanto mais se dá mais se tem.
4. É melhor sofrer junto do que ser feliz sozinho.
5. De tudo ao meu amor serei atento.
6. Tão bom morrer de amor e continuar vivendo.
7. Que seja eterno enquanto dure.
8. A melhor coisa da vida é amar e ser amado.
9. Se o amor é fantasia, eu me encontro ultimamente em pleno carnaval.
10. A medida do amor é amar sem medida.
11. Amar não é olhar um para o outro, é olhar juntos na mesma direção.
12. Amar é admirar com o coração. Admirar é amar com o cérebro.
13. Amar é ultrapassarmo-nos.
14. Os sensíveis sofrem mais, mas amam mais e sonham mais.
15. Para estar junto não é preciso estar perto, e sim do lado de dentro.

Frases para tatuagens Latim:

1. Carpe diem – Aproveite o dia
2. Carpe vita – Aproveite a vida
3. Omnia vincit amor – O amor supera tudo
4. Veni, vidi, vici – Vim, vi, venci
5. Verba volant, scripta manent – Palavras “voam”, o que é escrito permanece
6. Veritas lux mea – A verdade é minha luz
7. Alis volat propris – Ela voa com suas próprias asas
8. Cogito ergo sum – Penso, logo existo
9. Dum vita est, spes est – Enquanto houver vida, haverá esperança
10. Luceat lux vestra – Deixe sua luz brilhar 

Frases para tatuagens Inglês: 

1. Forever young – Jovem para sempre
2. Let it be – Deixe ser / deixe estar
3. Imagine – Imagine
4. To infinity and beyond – Ao infinito e além
5. Stay strong – Mantenha-se firme
6. Think positive – Pense positivo
7. Open your eyes – Abra seus olhos
8. Dream big – Sonhe alto
9. Free soul – Alma livre
10. Wild & free – Selvagem & livre
11. Choose freedom – Escolha ser livre
12. Just breathe – Apenas respire
13. Live, laugh, love – Viva, ria, ame
14. We are not our failures – Não somos nossos erros
15. Make it count – Faça valer a pena
16. Be kind to yourself – Seja bom consigo mesmo
17. Believe in yourself – Acredite em si mesmo
18. Love yourself – Ame-se
19. Art never comes from happiness – A arte nunca vem da alegria
20. If you don’t live for something, you’ll die for nothing – Se você não viver por algo, morrerá por nada
21. Life’s too short to wait – A vida é curta demais para esperar
22. Love will tear us apart – O amor vai nos despedaçar
23. We’re all mad here – Somos todos loucos aqui
24. Wild hearts can’t be tamed – Corações selvagens não podem ser domados
25. Normal people scare me – Pessoas normais me assustam
26. Times are tough for dreamers – Os tempos são duros para quem sonha
27. We accept the love we think we deserve – Aceitamos o amor que acreditamos merecermos
28. Heart | Mind | Courage | Fear – Coração, mente, coragem, medo
29. I will make better mistakes tomorrow – Cometerei erros melhores amanhã
30. Inhale the future, exhale the past – Inale o futuro, exale o presente
31. Fight off your demons – Defenda-se dos seus demônios
32. Be your own hero – Seja seu próprio herói
33. She believe she could so she did – Ela acreditou que podia, então foi lá e fez
34. Fall down seven times, stand up eight – Caia sete vezes, levante-se oito
35. Not all those who wander are lost – Nem todos que vagam estão perdidos
36. This too shall pass – Isso também vai passar
37. For those I love I will sacrifice – Me sacrificarei por aqueles que amo
38. Lights will guide you home – As luzes te guiarão até em casa
39. Don’t grow up, it’s a trap – Não cresça, é uma cilada
40. Love like you’ve never been hurt – Ame como se você nunca tivesse sido magoado
41. Never forget who you are – Nunca esqueça quem você é
42. I love you to the moon and back – Te amo até a lua e “de volta”
43. You’re gonna have to save yourself – Você terá que salvar a si mesmo
44. Words can’t say what love can do – As palavras não podem dizer o que o amor pode fazer
45. You say I dream too big, I say you think too small – Você diz que sonho alto demais, eu digo que você pensa pequeno demais
46. I fell in love the way you fall asleep: slowly, and then all at once – Eu me apaixonei como se cai no sono: devagar, e de repente de uma vez
47. The creative adult is the child who survived – O adulto criativo é a criança que sobreviveu
48. Hell is empty and all the devils are here – O inferno está vazio e todos os demônios estão aqui
49. Sometimes you need to fall before you can fly – Às vezes você tem que cair para aprender a voar
50. No matter how far life pulls you back, eventually you move forward – Não importa o quanto a vid ate segure pra trás, eventualmente você prosseguirá 

Frases para tatuagens Espanhol:

1. Bésame, bésame mucho – Beije-me, beije-me muito
2. No me dejes caer jamás – Nunca me deixes cair
3. En la boca llevaras sabor a mi – Em sua boca levarás o meu sabor
4. No llames corazón lo que tu tienes – Não chame de coração o que você tem
5. Eres lo que más quiero en este mundo – Você é o que mais quero neste mundo
6. Creí que era una aventura y en realidad era la vida – Achei que fosse uma aventura, mas na verdade, era a vida
7. La mismísima esencia de la aventura es la incertidumbre – A essência da aventura é a incerteza
8. Al contacto con el amor todo el mundo se vuelve poeta… – Ao amar, todo mundo vira poeta…
9. Y en un silencio tu mirada dice mil palabras – Em no silêncio seu olhar diz mil palavras
10. Ojos que no ven, corazon que no siente – O que os olhos não vêem, o coração não sente
11. No hay mal que por bien no venga – Não existe mal que não tenha um lado bom
12. Ama y haz lo que quieras – Ame e faça o que quiser
13. La verdad es como el sol. Hace que todo se vea pero nadie puede verlo – A verdade é como o sol, faz com que você veja tudo, mas ninguém pode olhá-la diretamente
14. No hay rosas sin espinas – Toda rosa tem seus espinhos
15. La vida es como un espejo, te sonríe si la miras sonriendo – A vida é como um espelho, se você sorri para ela, ela sorri para você
16. Quien bien ama, tarde se olvida – Quem muito ama, esquece a tarde.
17. Lo que en los libros no está, la vida te enseñará. – O que não está nos livros a vida te ensinará
18. El amor es la amistad en llamas – O amor é uma amizade em chamas
19. Siempre mira hacia adelante – Sempre olhe para frente
20. Todo lo que puedas imaginar es real – Tudo o que você pode imaginar é real

Quando você conhece alguém que te interessa e você troca ideias, conversa sobre varias coisas com ela, você já procura o que tem em comum, e quando você acha alguma coisa em comum você já fica feliz, pensando em como seria vocês dois super amigos conversando sobre esses assuntos em comum e se interessando, querendo até mais que uma amizade.

Vocês vão ficando mais ligados e é conversa 24hrs por dia, você não enjoa, pelo contrario, quer conversar mais e mais, isso é o mais legal. Você está tão ligado a essa pessoa que não quer que a conversa acabe por medo de ninguém chamar de volta.

Você finalmente encontra essa pessoa, seus olhos tem vergonha, suas mãos sentem frio e suas borboletas voam dentro da sua barriga. Você abraça essa pessoa como se você conhecesse ela há mil anos e como estivesse morrendo de saudade. Mas que saudade é essa? Sendo que foi a primeira vez que você viu essa pessoa.

Você não sabe o que está acontecendo, mas sua mente já não sabe parar em um lugar só. Você quer até prestar atenção em outra coisa, mas tudo vai te levar de novo onde você estava pesando, você vai começar a rir sozinho, a pensar em coisa que poderiam acontecer e coisas que já aconteceram, e pra completar, quando você dormir esse pensamentos e vontades vão se transformar em sonhos, e os melhores sonhos da vida.

Seria tudo mais fácil se você pudesse parar de sentir do nada as coisas que você sente. Você fica voando o tempo inteiro, o seu assunto é só aquela pessoa por quem você está apaixonado, as pessoas já não aguentam mais você, por que você apaixonado é um saco. Mas quem disse que você quer parar de sentir? Você nem se quer se lembra em parar, são os primeiros momentos, você está em êxtase, tudo é bom, tudo é show e você quer mais e mais.

Depois essa alegria toda vai te deixando, você fica com medo de enjoar, você fica com medo de não dar certo e fica pensando o dia inteiro no que poderia acontecer, se você vai sair machucado ou se vai dar certo, porém você tem medo de pagar pra ver e pensa mil vezes se vai continuar ou vai acabar antes de qualquer sofrimento.

Você não termina e nem se quer faz questão disso, você quer mais ainda, á primeira semana não foi suficiente, você quer pagar pra ver. As conversas ficam mais intensas, ficam mais interessantes e você não quer que o assunto acabe por que você sabe que aquilo ali é bom. Chega a hora de dormir e você fica imaginando vocês dois juntos dormindo abraçados.

É incrível, você quer essa pessoa mais e mais, mesmo você sabendo que ela é chata e que uma hora nada vai ser flores. Porém você quer tentar, por que você ama essa pessoa, você ama o jeito dela, você ama estar com ela. Você já não quer só conhecer, você quer conhecer claro, mas você quer estar com essa pessoa a vida dela toda, mesmo que pra isso vocês passem por poucas e boas. O sorriso no final de tudo vai recompensar tudo. O amor que você sente só vai aumentar.

Musicas vão virar trilha sonora da vida de vocês, na verdade vai ter uma musica pra cada época de vocês, sempre vai ter alguma coisa que vai marcar a vida de vocês, você vai sentindo o amor de vocês fluindo a cada dia, a cada hora e a cada minuto e o melhor de está amando, é saber que essa pessoa retribui esse amor e sempre vai retribuir. 

O pôr-do-sol tá lindo, as águas são as mesmas, os pássaros ainda voam com a mesma leveza. O tempo não leva embora as lembranças que ficaram de uma história de duas almas que aqui se amaram.
—  Distante daqui, Pensamento Racional.
Começo confessando: eu sou apaixonada por você. Eu sou apaixonada pelo tom da sua voz, pelo seu beijo, seu toque. Sou apaixonada pelo jeito que você me olha como quem vê a coisa mais preciosa do mundo. Sou apaixonada pela sua manha e sua mania de morder os lábios. Sou apaixonada pelo seu cheiro e seu abraço protetor. Eu me apaixonei por cada detalhe teu, cada pedacinho de você tem todo o meu amor. Você é a responsável pela maioria dos meus sorrisos diários desde que te conheci, você é a culpada pelas borboletas que voam no meu estômago. E eu sei que é você a razão desse turbilhão de sentimentos aqui dentro, porque quando vejo algo sobre amor, é o seu nome que vem em minha mente e me deixa com um sorriso estampado no rosto. Eu sei que você é a minha pessoa, porque qualquer minuto longe de você se torna insuportável. Eu sei que, às vezes, eu me atrapalho e não consigo explicar o que sinto, mas é tanta coisa aqui dentro, sabe? É por isso que digo: o que eu sinto por você é imensurável.
—  Jamilla Gauy, sobre ela.
Será que você não sabe? Nunca ouviu falar? O Senhor é o Deus eterno, o Criador de toda a terra. Ele não se cansa nem fica exausto, sua sabedoria é insondável. Ele fortalece ao cansado e dá grande vigor ao que está sem forças. Até os jovens se cansam e ficam exaustos, e os moços tropeçam e caem; mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam bem alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam.
—  Isaías 40:28-31
Todo começo de relacionamento é algo explosivo, as borboletas voam dentro do nosso estômago como se quisessem arrependar as paredes para se libertar, o coração perde o compasso, a cabeça gira como se perdessemos o sentido todas às vezes, as mãos suam, o corpo treme a cada toque, e você se sente como estivesse nas nuvens. A paixão é algo que nos leva aos mais lindos sonhos, aos mais infinitos desejos, a mais perfeitas fantasias, nesse momento da paixão somos tudo, de princesas a super heroínas, mas nada dura para sempre e de repente algo muda. Nem sempre a paixão vira amor, e tudo perde o sentindo. Talvez a paixão seja como aqueles aleluias, nascem e correm atrás da luz, perdem as asas, e se , não encontrarem uma madeira para se alimentar, morrem. No caso as nossas borboletas nascem com a paixão, perdem as asas por não conseguirem atravessar as paredes e morrem quando não encontram o amor para as alimentar.
—  Se era amor, o que fez com ele?
Harry Styles.

You’re mine.


“Essa é legal?” Harry perguntou a S/N com uma camisa em sua mão, ela se virou e se aconchegou melhor na cama para encara-lo, mas logo desviou o olhar para seu celular que havia acabado de apitar, era uma mensagem sobre o aniversário de Jeff. Ela virou novamente para Harry, e o olhou de cima a baixo. “Nope, use algo um pouco mais notável. E aquela camisa vermelha?”

Harry riu um pouco e virou-se para ir a seu closet novamente, e pendurou sua camisa lá. “Babe. Eu não preciso ser notado. Serão todos da família, ninguém vai nos julgar…” Ele disse rindo um pouco.

S/N o encara mordendo o lábio e ele se virou a tempo para ver o sorriso dela. “Eu julgo totalmente.”

Rindo, Harry se rendeu, e se juntou a S/N na cama. Ficou de frente para ela, sem muita distância entre eles, ancorando sua cabeça na palma de suas mãos e os cotovelos no colchão. “E o que a senhorita vai vestir?” Harry a provocou em tom baixo, acariciando a bochecha de sua namorada com os dedos, depois aproximando os lábios de sua mandíbula e pescoço até ela ficar molinha em seus braços.

“Está escuro, eu acho que se eu estivesse nua agora, não seria notável, seria?” Eles gargalharam juntos, os dedos de Harry fugindo totalmente do caminho e indo para o quadril de S/N puxando-a para mais perto, e os deixando cara a cara. “E aquele vestido preto que você trouxe de Paris? Acha que seria bom para essa noite?” Harry beijava sua clavícula, e S/N sentia seu corpo estremecer e os dentes afundarem no lábio inferior.

“Aquele que é fácil de tirar?” Harry ganhou um tapa brincalhão em suas costas pelo comentário, ele por impulso pressiona seu corpo no dela, e ri encostando em seu pescoço. “Eu gosto da ideia.” Ele diz baixinho.

“Harry, temos que nos aprontar.” Ela diz tentando sair de baixo dele, mas ele não a deixa sair de seu abraço. “Vamos Harry, estamos atrasados.” S/N sussurra nos cabelos do namorado. Ele suspira e se afasta, deitando ao lado dela. S/N senta-se para olha-lo enquanto a mão dele desliza pele coxa dela.

“Babe, escute…” Ele começa para chamar a atenção dela. “Na festa…” começa, mas logo se interrompe.

“Na festa…?” Ela o encoraja.

Harry desvia o olhar do dela, mas não demora para encara-la outra vez. “Minha ex vai estar lá, então…”

Quando ele se interrompe novamente, S/N o lança um olhar sincero de confusão. “Tudo bem, isso deveria me preocupar?”

Harry dá de ombros. “Eu pensei que você gostaria de saber, você sabe, é um problema básico das namoradas…”

“Eu sou uma ‘namorada básica’ para você?” Ela estreita os olhos para ele.

“Não!” Ele diz rápido e levanta para abraça-la. “Só não queria que ficasse zangada por ela estar lá, babe.”

“Vou tentar não ficar.” Ela diz rindo, e Harry enrola seus braços na cintura dela.

“Ah, eu te amo tanto.” Ele sorri no pescoço dela.


A festa estava animada, tudo estava maravilhoso. Havia um palco no centro e mesas o cercavam ao redor, espalhadas pelo lugar. O ambiente estava escuro e a iluminação era uma mistura de brilho e humor.

Logo S/N e Harry atravessaram a porta, Glenn e Jeff os cumprimentaram, esmagando-os em quentes e fortes abraços acompanhados de sorrisos alegres. Algumas das amigas de S/N a cercaram, e ela perde seu namorado na multidão.

Alguns minutos depois ela sente alguém puxando seu pulso, S/N olha para cima e vê Harry a encarando. Ela sorri para ele que diz: “Eu amo você.” Como se estivesse tentando faze-la ter em mente por toda a festa aquelas palavras. S/N responde de volta, e eles caminham em direção a mesa, e em um dos assentos está o pesadelo de Harry. Sua ex.

Ele é rápido em olhar para S/N, mas ela manteve os olhos distantes durante todo o tempo. Ele observa sua ex se aproximar, e seus olhos voam para sua garota que estava distraída, e lentamente se aproxima dela colocando as mãos em sua cintura, fazendo com que ela voltasse para ele. Encarando-a Harry sorri, tentando manter a atenção dela.

Glenn começa a puxar sua cadeira e o ruído faz com que Kendall olhe para cima de seu telefone percebendo que Harry e S/N chegaram. Ela sorri e se levanta, gritando alto.

“Harry! É muito bom vê-lo.”

Harry sorri de volta, e se aproxima de Kendall para um rápido abraço. Eles se envolvem em uma pequena conversa sobre o tempo que não se viram enquanto Glenn e S/N trocam sorrisos sutis.

Harry se esquiva um pouco, perdoando-se antes de ir em direção ao bar, longe de toda tensão da mesa. Glenn aproveita para se aproximar de Kendall e começa: “Kendall, essa é a namorada de Harry.” Ela olha para S/N, e vai em sua direção para abraça-la, e S/N recebe alegremente seu abraço.

“Estou feliz por conhecê-la.” Diz Kendall, se afastando.

“Eu também.” S/N lançou um sorriso brilhante e positivo.

Elas se acomodaram na mesa – Glenn entre as duas bebericando um pouco de seu drink.

“Amei o seu vestido.” Glenn diz para Kendall.

“Ah, obrigada. Foi desenhado especialmente para esta noite.” Kendall suspira. “Eu também gosto do seu S/N.”

“Obrigada, Harry que escolheu para mim.” S/N diz sorrindo timidamente.

“Oh, ele sempre teve bom gosto. Sempre terá.” Kendall responde sorrindo largo. S/N acena com a cabeça, respondendo com um sorriso educado. Glenn arregala os olhos neste momento. “Oh Glenn, você sabe o quanto eu esperava por essa festa!”, Kendall continua entusiasmada, segurando as mãos de Glenn e sorrindo profundamente. “Eu literalmente não comi nada durante todo o dia apenas para saborear suas iguarias essa noite.”

“Isso não é bom, Kenny.” Glenn diz franzindo o cenho para ela.

“Você não poderia ter ignorado refeições assim.” Entra S/N na armadilha de Kendall. “Não que você pareça fraca, mas não deveria fazer isso novamente.”

“Oh, S/N. Você é tão atenciosa. Aposto que Harry adora quando o trata como se fosse sua mãe às vezes.” Kendall sorri.

“Ele odeia quando eu faço isso, mas ele não tem outra escolha.” S/N sorri, e olha para Glenn que tem os olhos fixos nela.

“Sério?” Kendall diz em voz alta. “Ele adorava quando fazia isso com ele. Glenn, se lembra quando Harry bebeu tanto que vomitou todo o tapete do meu apartamento? Jesus, ele tinha bebido tanto aquele dia e não entendia nada que eu falava.”

“Talvez você tenha o lançado palavras rigorosas e maternas.” S/N diz. “Nós somos bem casuais um com o outro.”

“Ah sim, mas o que é melhor do que seu namorado te ver como uma mãe…”

“Kendall.” Glenn a interrompe. “Eu pensei que traria a Kylie com você. Jeff queria vê-la.”

S/N respirava fundo, tentado não ficar nervosa enquanto passava os dedos na parte de trás de seu pescoço, pegando uma taça de champanhe da bandeja de algum garçon e tentando por um sorriso em seus lábios. ‘Está é uma noite maravilhosa, tudo vai acabar bem, fique calma.’ Ela dizia em seus pensamentos, tentando se acalmar.

“Você deveria saber o quanto S/N ama os kits de batons da Kylie.” Quando ouviu seu nome sair da boca de Glenn ela volta sua atenção novamente para as mulheres a sua frente. “Ela provavelmente está usando um deles agora. Não é S/N?”

“Oh, sim.” S/N assente sorrindo. “Eles são incríveis, tão lisos e macios. Kylie está fazendo um maravilhoso trabalho.”

“Obrigada, querida.” Kendall diz. “Kylie adoraria ouvir tudo isso. Ela está trabalhando tanto e eu estou tão orgulhosa dela. Você deveria dizer isso pessoalmente a ela, Kylie te aprecia muito. Ela ficaria muito feliz.”

Kendall estende seu telefone e o passa para S/N. “Aqui, me passe seu telefone. Eu adoraria encontra-la mais vezes.”

Os olhos de S/N se arregalam, mas mesmo assim ela aceita o telefone e digita seu número. “Seria um pouco estranho, mas tudo bem, aqui está.” Kendall solta uma risada alta, levantando a mão para o alto para um high-five. S/N ri um pouco, e ergue sua mão para encontrar com a dela. Glenn sorri em satisfação.

Depois disso, a conversa fluiu rapidamente. Glenn começou falando sobre a parte técnica e as dificuldades de ter organizado toda aquela festa, Kendall e S/N interagiam animadamente. S/N fazia seus comentários sarcásticos ocasionalmente para manter a diversão da conversa.

Em algum momento as luzes escureceram ainda mais, e Jeff surgiu no palco. Harry logo se juntou à mesa novamente, sentando tranquilo ao lado de S/N. Ele apoiou sua bebida na mesa e roubou um beijo rápido dela. Suas mãos deslizaram para suas coxas, e ela olha para ele de imediato. “Eu estava observando você.” Ele diz baixo, pressionando outro beijo em seus lábios.

“Isso é uma novidade, Styles?” S/N rola seus olhos o provocando.

Harry ri. “O álcool já está te afetando, sweetheart?” Seus dedos pressionam ainda mais o interior de suas coxas, fazendo S/N se mover um pouco em sua cadeira.

“Acabamos de começar, babe, a noite ainda é uma criança.” S/N diz, ganhando outra risada de Harry, ela se afasta dele sentindo outro beijo ser pressionado em seu pescoço antes de finalmente arrumar a seu vestido em sua coxa.

Harry é convidado para o palco para falar algumas palavras para o aniversariante. Ele caminha com sua bebida em mãos, e um sorriso grande em seus lábios. Como ele conseguia fazer suas piadas para um número tão grande de pessoas? E parecia que S/N não era a única que amava aquelas piadinhas idiotas, ela o encarava rindo de excitação.

Todos estavam caindo e rindo até suas bochechas e estômagos doerem, e quando Harry estava caminhando de volta a mesa, deixou algumas lágrimas caírem de tanto rir enquanto as pessoas o aplaudiam. Ele estava quase sentando em sua cadeira quando Kendall se levantou para abraça-lo, sussurrando algumas palavras em sua orelha o fazendo rir ainda mais.

Harry senta-se em sua cadeira, enquanto S/N tomava uma quantidade considerável de sua bebida antes de se virar para Harry, que envolveu seus braços ao redor de seu pescoço e escondeu seu rosto ali, ainda rindo um pouco. S/N deslizava seus braços ao redor dele, enquanto pressionava beijos em seus cabelos.

Ele sorri para ela e o beija, a noite continua com muita risada e diversão, muito álcool e comida boa.


A porta do quarto foi fechada logo após de S/N ser puxada para dentro dele. As mãos de Harry apertavam o quadril da moça, enquanto seus lábios se pressionavam desesperadamente sobre os dela. As pernas de S/N envolvem a cintura do rapaz, enquanto suas mãos faziam um carinho gostoso na nuca dele. Harry caminha com a namorada no colo para cama e num rápido movimento a deita nela.

“Oh, meu amor. Você é tão minha.” Ele diz para S/N desabotoando seu cinto para jogar-se sobre ela. Seus lábios se encontraram outra vez para um beijo quente, as mãos dele deslizavam facilmente em seu vestido, brincando com sua calcinha. A respiração de ambos estava quente, e o cheiro de álcool era inegável. Os dedos de Harry escorregaram em sua calcinha, sentido as paredes da intimidade de sua namorada molhadas com toda a situação.

“Harry, estou cansada.” Ela diz sussurrando.

“Não, não está. Você me quer, sei que me quer.” Harry sussurra de volta, os dedos escorregando nela com facilidade, os lábios pressionados contra a mandíbula dela.

“Estou cansada de ter que interagir com pessoas durante toda a noite.” Ela suspira alto.

“Eram todos da família, quem te deixou cansada?” Harry riu.

“Você sabe quem…” S/N rola os olhos.

Harry ri mais um pouco em seu pescoço. “Vamos, você estava tão bem. Estava adorável, foi absolutamente inacreditável.”

“O que? Você estava esperando uma discussão ou algo assim?” S/N zomba enquanto Harry explode em risos, seus dedos se movendo um pouco e S/N gemendo alto. “Ela está tentando literalmente te tirar de mim, e eu aposto que as bochechas dela estão doendo depois de sorrir tanto. Ela me disse tanta merda que doeu, e pegou meu telefone Harry. Ela pegou meu número de telefone!” S/N disse em tom alto, Harry riu outra vez e parou para encara-la. “Eu juro que ela te quer de volta, ela está tentando tê-lo outra vez. Jesus, ela é uma…”

“Hey, hey.” Harry deixa um beijo em seus lábios para impedi-la de continuar, seus dedos ainda dentro de sua calcinha. Ele sorriu quando olhou nos olhos da moça. “É compreensível. Ela pegou seu número porque estava sendo doce, e eu também sou irresistível, não podemos julgá-la.” Ele diz em tom sonhador, passando a mão livre no cabelo em um gesto dramático.

Em um movimento rápido, S/N dá um forte impulso e deixa Harry abaixo dela, enquanto ela se senta em seus quadris.

“Foda-se. Cale a boca, você é meu. Todo meu!” Os lábios dela se batem violentamente contra os dele, e seus quadris se movimentam em cima dele em desespero. Os olhos de Harry se arregalam, as mãos voam em direção a bunda dela, apertando a área.

Os lábios dela se separam dos dele, puxando-os com os dentes antes de deixá-los por completo.

“Adoro esse seu lado louco e ciumento. Acho que tenho que trazê-lo à tona mais vezes.” S/N o encara com os olhos estreitos depois de suas palavras. Seus dedos puxam os botões de sua camisa, fazendo os olhos de Harry arregalarem novamente. “Não, não, não, minha camisa!” Quando a camisa se solta de seu corpo, os botões caem por toda a cama.

“Eu pensei que você gostasse do meu lado louco, babe.” S/N provoca.

As mãos de Harry foram ao encontro do rosto de sua namorada. “Essa era uma camisa da Gucci, você quem me deu.” Ele gemeu. “Foi o primeiro presente que me deu.” Harry se senta rapidamente ainda com S/N em seu colo quase a fazendo cair, mas rapidamente ele aperta seus quadris a estabilizando novamente. “O que você fez?”

“Era apenas uma camisa vermelha, Harry.” Ela diz rolando os olhos.

“Tinha valor sentimental para mim.” Ele encosta a cabeça nos peitos dela, e suspira.

“Ah sim, eu entendi.” Ela diz e Harry a encara confuso. “Você precisa mais da camisa. Tudo bem Harry.” Ela empurra-o para sair de seu colo, mas ele rapidamente a virá na cama deixando-a embaixo novamente.

“Você acha que vou deixar você sair assim? Não mesmo docinho.” Harry arranca seu vestido, expondo sua calcinha completamente úmida. Ele segura seu quadril, e virando-a de costas para ele e dando uma bofetada em sua bunda. “Isso foi por acabar com minha camisa.” Ele diz com autoridade. E S/N grita, enquanto sua mão vai até onde sua pele pinicava, mas Harry afasta sua mão de lá. “Não!” Ele exclama duro e deixa outra bofetada ali fazendo o grito de S/N ecoar pelo quarto e seus dentes se afundarem em seus lábios. “Este é por estar tão irritada e bêbada.” Ele a golpeou novamente, e depois outra vez.

“Qual o porquê deste último?” Geme S/N, o encarando indignada.

“Este foi porque é gostoso bater em sua bunda.” Ele pisca no final de sua frase, e se inclina para beijar os lábios dela.

“Você é tão cruel.” Ela diz entre o beijo. “Será que vou conseguir te manter sob controle?” Ela pergunta, mas se lembra das palavras de alguém.

Harry riu e arrastou o rosto para o pescoço dele, apressou-se a tirar as tiras do vestido do ombro de S/N fazendo seus seios ficarem a amostra. Seus lábios curvados em torno do mamilo inchado, sugando até doer e S/N gritar em tensão.

Ele prosseguiu, carregando o vestido em seus dedos, até que ele estivesse em seus tornozelos. O nariz bateu em seu umbigo, sua língua mergulhou nela, se divertindo em quanto S/N suspira com seus atos. Sua língua deslizou para entre suas coxas, pressionando tensa em seu clitóris antes de adicionar um dedo para dar mais intensidade ao momento. Ele a deixou molhada em um momento, e lentamente se afastou, ficando de joelhos para se desfazer de seus jeans.

“Estou pronto” S/N diz, virando-se para o lado dela e enfiando as mãos entre as coxas, os olhos fechados, prontos para dormir.

“O quê?” Harry perguntou com perplexidade, seu membro, inchado e dolorido, em suas mãos.

“Estou com raiva de você.” S/N geme.

“Oh, não, não, meu bebê.” Ele se inclina para frente. “Me diz onde dói, desculpe.” Harry beija as costas da namorada em diferentes pontos.

“Não.” Ela empurra-o com um movimento rude. “Estou com raiva porque eu tenho que saber sobre algo.”

Os olhos de Harry se alargam. “O que?” Harry disse, sentando-se de joelhos. “Ela falou alguma merda para você. Eu juro que eu disse a Glenne para levar Kan…”

S/N sentou-se, olhou para ele. “Você vê sua mãe em mim, Harry?”

“Isso é tão nojento. Como eu faria tudo isso se eu visse a minha mãe em você? Merda, me perdoe Deus” Ele diz rápido.

“Não…” S/N tem dificuldade em controlar a rizada dela. “Quando eu estou confortando você, aconselhando você, ao seu lado, você sente um amor maternal refletir de mim?”

Harry agarrou suas bochechas, colocando-as em suas mãos enormes, sorrindo para ela. “Eu tenho três mulheres na minha vida que eu sei que não posso viver sem. Mamãe, Gem e você, entende? Vocês três ficam em três lugares diferentes para mim, todos eles extremamente importantes individualmente, e um desequilíbrio em qualquer um deles me deixa desmoronando. Vocês três são incomparáveis, individualmente me fazem sentir perfeito e vocês são meus padrões para comparar outras mulheres. Você é inteira e suficiente para mim, querida, eu amo você tanto.”

“Oh, bae. Você é um artista com as palavras. Eu amo você mais.” Eles tocam narizes e se beijam mais uma vez naquela noite.

Harry sopra um enorme suspiro. “Eu tenho que ser ótimo, eu tenho tanto para escrever.” Ele diz, deitando-a de volta no colchão.

“Você poderia adicionar essas palavras em uma das suas músicas para o álbum. Eu adoraria ouvi-lo…” S/N sorri, olhando para ele.

“Sim, sim, eu vou. Agora podemos apenas…” Ele faz uma expressão de dor. “Eu estou muito duro aqui, você não sabe o quanto dói.”

S/N ri. “Eu posso te ajudar com isso!”


Favorite e dê like se gostou! 

Manda ask pra mim também, eu vou amar!

Pela terceira vez eu olhei pra ela e disse: “Acabou! Isso não dá certo, isso nunca vai dá certo, nós somos diferentes do primeiro fio de cabelo até o dedinho do pé!” E aí, talvez ela poderia me responder qualquer coisa absurda, ou qualquer coisa que pudesse me machucar menos. Mas as únicas palavras foram: “A gente não pode terminar o que não começamos.” Por um momento eu senti todas essas borboletas que voam dentro da gente, morrerem. Ficou tudo vazio e gelado dentro de mim e o que me restava era dá as costas e seguir meu caminho. Mas como eu não sei fazer isso, como não sei me despedir, eu preferi achar que era brincadeira, e estou esperando o momento em que ela vai voltar atrás.
—  I miss you, Helena.
Ela é linda, tem cabelos longos e pretos que deitam sobre seus ombros e escorrem pelas costas, até o meio da coluna. Tua pele é branca como as nuvens que tampam a luz do sol vez ou outra, deve ser por isso que o sol se vinga, deixando-a vermelha igual um camarão quando muito exposta a ele, mas ela não desiste, seu amor por praia a coloca em duelo com seu inimigo . Teus olhos são pretos iguais a uma noite sem estrelas no céu, mas no caso dela nem todas as estrelas que podemos contar brilharia mais do que seu olhar. Tua voz doce e suave, fazem as palavras terem um som gostoso ao sair da sua boca. E ela tem um jeito divertido de falar, sempre ritmado, poderia dormir com um sorriso escutando qualquer história que ela contasse, mas mesmo assim meu momento favorito é quando ela para de falar para sorrir. Seu sorriso é incrível, me passa calma. Podem dizer que homens não voam, mas quando ela sorri eu me sinto nos céus. E o som da tua gargalhada é engraçado, é unico, te faz rir igual um idiota junto. Ela é animada, como uma garotinha de 5 anos que acabou de ganhar a boneca que sempre quis do Papai Noel. Ela é um dia de verão típico, alegre, ensolarado, aquele dia que te dá vontade de fazer tudo e você se sente capaz de qualquer coisa.
Já eu, sou um dia chato de inverno. Sou nublado, não tenho muitas cores, não gosto de fazer muitas coisas. Extremamente ranzinza, evito pessoas que não vou com a cara logo de primeira, e ela insiste em mudar isso em mim, não me sente perto da felicidade com esse meu jeito meio antissocial, diz ela. Eu nego a principio, mas a preocupação me faz querer mudar, talvez ela esteja certa. Ela luta para que eu me sinta bem. Eu bebo, eu fumo, ela sabe dessas coisas, não aceita, não gosta, mas entende, porém implica do jeito dela. Ela se incomoda em ver alguém fazendo, ou tentando fazer, mal a mim, mal sabe ela que eu sou meu pior inimigo. Sou mal educado as vezes, destrato as pessoas sem motivo, completamente egoísta, não sou fácil de ter por perto, mas ela diz que é meu jeito de lidar com minha escuridão, e queria que todos me enxergassem com os olhos que ela me enxerga.
É engraçado mas as vezes, principalmente nas vezes que estou com ela me sinto diferente, acho até que nem todos os heróis da marvel me derrotariam, e caso ela me pedisse, eu derrotaria os da DC também. Bem, eu não sei muito bem sobre o amor, ou que diabos deve ser amar, mas é legal ter ela por perto, sabe?
—  H. Dernier