viradacultural

“Nós não viemos de branco à toa, certo? Nós viemos de branco por causa de um tempo em que uma menina de 11 anos toma uma pedrada por ser do candomblé.
Nós viemos de branco por vagabundo que tá querendo cuidar dos jovens e fala mais de cadeia que de escola, tá ligado? E aí vira o quê? Os com-diploma versus os consciência. A Fundação é tudo, menos Casa, para um interno. É mó boi odiar o diabo, eu quero ver você se ver lá no inferno.
Não existe amor em SP? Existe, pra caralho. vocês acham que as Mães de Maio choram por quê? Tendo que sobreviver ao pai que abusa, ao ferro sob a blusa, às fardas que matam nós e nunca ficam reclusas, ao Estado que te usa, ao padrão de beleza musa e aos otários que ainda querem vir me falar de racismo ao contrário.
Tempo doido, tempo doido, a espinha gela, onde a mulher é estuprada e no final a culpa ainda é dela. O problema é seu e da sua dor.
Às vezes eu me sinto inútil aqui, que eu não valho nada, igual o governo tem tratado os professores. Mas para esses bunda mole aí que acha que a gente tá dormindo, um aviso: não é porque a gente tá sonhando que a gente tá dormindo, viu?”
- Emicida

youtube

Até arrepia lembrar.