viado

Sabe, as vezes eu penso como os ideais acabaram se perdendo e como aquilo que era pra ser uma aceitação social, acabou se tornando uma divisão dentro do próprio grupo que proclama esse ideal de aceitação. Já recebi inúmeras perguntas sobre a minha sexualidade, e o motivo de eu “esconder”, ou não querer falar sobre, vindo de pessoas da mesma sexualidade, mesmo, estes, SABENDO sobre aquilo que perguntaram. Isso porque dependendo da minha resposta, eu seria dividido e posto em uma categoria dentro do mesmo grupo, por exemplo: Seu eu respondesse que, “sim, eu sou gay.”, eu seria posto no grupo daqueles que tem orgulho de quem são e que querem se diferenciar dos heteros, porém, se eu respondesse que, “antes de tudo eu sou um ser humano”, eu seria posto no grupo dos viados encubados que não tem orgulho de serem quem são, justamente por não querer levantar a bandeira LGBT.  E é ai que tá a graça. Depois de dividirem e rotularem as pessoas da mesma sexualidade, estes, se dizem defensores do ideal de que, “nós” deveríamos ser aceitos por quem somos. 

O que eu quero dizer, é que, além de uma pessoa ser gay, ela tem outras particularidades que podem muito bem definir o caráter desta. 

Aprendam a defender a aceitação do individualismo de cada um e não de um grupo individual.

O que acontece que não daríamos certo mesmo, porque uma boa amizade não deve se tornar um grande amor, mas todo grande amor tem que haver uma boa amizade. E nós tínhamos uma boa amizade.
—  Remontado.
Amor de melhor amigo
  • Ele:Vaca. Acorda!
  • Ela:Cara, são 4:30 da manhã, o que tu quer?
  • Ele:Liga a Tv no canal 86.
  • Ela:É um canal de leilão de vacas.
  • Ele:Tu ta famosa gata!
  • Ela:Me ligou essa hora pra isso fdp?
  • Ele:Tu só dorme também em.
  • Ela:Morre babaca.
  • Ele:Vai agüentar viver sem mim?
  • Ela:Claro que sim idiota.
  • Ele:Te amo delicia!
  • Ela:Também te amo viadinho!