versos seus

Sabe todas as coisas que você já leu sobre o amor por aí? Esquece. Quando acontecer, absolutamente nada daquilo fará a menor diferença. Rimas e versos que agora perfuram seu coração, não servirão como estudo ou escudo. Seja qual for seu tempo de guerra, o amor vai te desarmar. Aos poucos ou em alguns segundos. Intensamente ou sem você nem perceber. Bad News: Não existe antídoto.Então, o que fazer? Lutar. Cansei de ler (e escrever) receitas sobre como fazer dar certo. Sobre como seguir em frente e superar. Quer saber? Esses textos são só palavras que dizem o que todo mundo já sabe: O importante é ser feliz. O tempo vai te mostrar que o pra sempre não existe. Que o amanhã de ontem é hoje. Agora. Ainda não é tarde, mas pode ser daqui a um segundo. Então, se você tem alguém especial que quando te abraça, faz alguma coisa por dentro tremer, aproveite. Cedo ou tarde você vai entender que príncipes encantados são sempre inventados. Por isso, tente comparar menos. Nenhuma história acontece duas vezes da mesma maneira. Nem a mesma. Saber a resposta não muda a pergunta. Às vezes, vale a pena perder a razão por um sorriso ou dar a razão para evitar uma lágrima. Sem essa de certo ou errado. Você tem a chance de se transformar em uma idiota dizendo sim ou dizendo não. É relativo. Aliás, no amor, tudo é. Até o adeus.
—  Depois dos quinze.
Seja gentil, faça o bem. Seja diferente. Ser igual á todo mundo é tão triste. Principalmente se fomos parar para pensar, que nos últimos tempos, todo mundo é tão frio e vazio. A grande maioria das pessoas parecem não usar o órgão principal que temos: o coração.
—  Use e abuse do seu.
Depois que você apareceu

Sorri quando você chegou.
Sorri quando a gente se falou.
Sorri quando você entrou na minha mente.
Sorri ao ver que na minha vida você se fez presente.
Sorri ao saber que você me amava.
Sorri ao saber que cada verso seu era pra mim.
Sorri ao saber que você me quer ao teu lado, ate mesmo depois do fim.
Sorri ao saber que nada disso era um sonho.
Sorri… Só sei sorrir, depois que na minha vida você quis existir.

Acordei em um daqueles dias que nos pegamos observando todas as pessoas que já passaram por nossos vidas, aqueles que vivem bem sem o nosso caos. Eu sei, eu sei. Algumas coisas não podemos modificar e volta e meia encontramos alguém com um toque único e ela bate a porta sem deixar rastros. E dói, mancha dias de nossas pequenas vidas, e as vezes, só algumas vezes nós temos a sorte de superar. Se você começou lendo depressa, sinto muito, dessa forma jamais lerá como me senti a escrever esse pedaço confuso do meu dia, você jamais interpretará do jeito sincero como eu me senti a escrever estes versos. Eu não sei como fugir deste dia longo, que faz as cores ficarem solitárias e o meu respirar lento, o que eu sei é que talvez este dia se multiplique, e no final destes eu me dê conta que observar estes seres passageiros só me trará versos loucos.
—  Seu toque interno.
Hoje fazem quatrocentos e cinquenta dias que não nos falamos mais, ou para ficar mais fácil para você um ano e três meses. Não pense que andei contando cada dia em que não recebi uma mensagem sua ou então alguma ligação, você sabe que eu tenho uma mania de marcar datas que de nada me servem apenas para ter sobre o que escrever. E cá estou eu, te eternizando em mais um texto meu, mas esse é diferente, eu juro. Este é diferente porque já não sei mais falar sobre o tom da sua voz, o cheiro do seu perfume, a sensação do seu toque ou então do efeito dos seus olhos sobre os meus. Passei tempo demais sem você e acabei esquecendo dos seus detalhes. Tudo o que tinha memorizado sobre você e cada parte sua e cada defeito seu, já nem me lembro mais. Me esqueci das coisas que me faziam feliz sobre você, e do efeito em que você tinha sobre mim, e agora o que ficou foi esse completo vazio, essa alma fria e nua, àquela mesma que você encontrou, e aqueceu, que vestiu com seu amor. Estou começando a entender porque teve que ser assim, começando a acreditar que posso tentar de novo, ou melhor, que posso começar, porque tivemos um fim, e agora, vou começar a escrever mais um capítulo da minha vida, e nele você não estará. De agora em diante não marcarei os meus versos com seus traços intensos e com a saudade que sempre ecuou sobre você. Eu posso em fim me libertar de tudo que nos tornou nós e aqueles pedaços que restaram depois do fim. Foram lindos nossos instantes, foi belo e trágico o impacto que você tinha sobre mim e como em mim nunca havia vontade de ir embora. Eu sei que carreguei por um longo tempo essa vontade de você, essa sensação de que meu corpo precisava do seu toque, dos seus gestos e desvaneios. Só que hoje eu estou deixando todas memórias que restaram e todo o vazio que me consumiu e faço novas histórias, versos meus.
—  Escrito por Kelly, Isadora G., Kellyn e Naiara em Julietário.
Pensando bem acho que eu já escrevi muito sobre você…  Mas, sabe o que acontece? É só em você que eu sei me inspirar, é só você que eu sei amar. Porque quando a gente ama alguém, tudo fica tão cafona, tão clichê é por isso e por outros motivos que eu só sei escrever pra você. Só sei citar você em todos os meus versos, esses versos que são mais seus do que meus. Ah, isso é tão clichê, moço, mas meu bloquinho de notas está cheinho de você, pois te escrevo e escrevo sem parar. Essa é a maneira que encontrei de te eternizar em meus textos, pois em meu coração, você já está.
—  Mariposiei em devaneios com Escritorragia

;

Sempre gostei de domingos, talvez por uma lembrança nostálgica,
uma música boa ou simplesmente por ser um dia assim, sozinho.

Conheci seus versos antes de conhecer você. 
Eles chegaram como um cafuné em meus cabelos,
que a cada dia ficava mais gostoso. 

Meu bem, nos enchemos de clichês,
nos perdemos nas palavras mas no fim,
do que isso tudo vale?

cr.

Mas o amor… O amor verdadeiro mesmo, acontece quando a alma vai envolvendo o corpo e o mesmo se torna invisível aos olhos. Passamos a não enxergar o lado físico do outro, notamos somente sua alma despida com seus versos escritos ao longo da vida; onde lemos e descobrimos todos os seus defeitos, todas as suas imperfeições, todas as suas dores e mesmo sabendo disso, aceitamos e queremos pertencer a ela. Não enxergamos nada além da sua essência, nos apaixonamos pelo que ela leva dentro do coração. E sabemos que com isso, o passado também nem deve ser questionado, porque o que importa é o agora… O que veio antes, já não existe mais. O amor verdadeiro não precisa se basear em bens materiais, em passados apagados e esquecidos, e muito menos na aparência do outro. O amor só precisa dele mesmo e da vontade de fazer dar certo, pra perdurar por toda vida.
—  Adaptáveis rabiscou ao lado de Voejei.