vermelho e preto

❥ Oi moress,a Tiffany em parceria com a @lasmajesty trazemos pra vocês um game bem legal. Onde vocês vão ganhar prêmios e só sair ganhando. Querem participar? Vejam primeiro como funciona:

❥São 5 ovinhos em cores diferentes para cada coelho, e queremos que vocês digam a ordem certa das cores para poder entrar certinho na cesta. Ex: azul, amarelo, preto, vermelho e verde.

Gostaram? Então participa aqui com a gente, só seguir as regrinhas abaixo:

  1. Sigam a F.Tiffany e a L.Majesty
  2. Mandem na ask da Tiffany e da Majesty “a ordem que você acha certa dos ovinhos”
  3. Reblog esse post pra nos ajudar na divulgação!

Prêmios:

  • THEMES
  • UPDDATES
  • ICONS
  • BANNERS
  • HEADERS
  • REBLOGS

OBS:

  • você só pode mandar 1 ask pra cada família com a ordem.
  • lembrando a vocês que a ordem dos ovos são diferentes pra cada família.
  • seu prêmio depende da quantidade de acertos.

VALENDO ATÉ DOMINGO (16/04) ÁS 20HRS!

Ela é de escorpião, é só olhar e ver. Passos confiantes como se soubesse o segredo do mundo, olhar marcante para te despir a alma e loucura suficiente para te convencer a ser louco com ela também. Vê como ela nem liga para o que as pessoas acham do batom vermelho sangue e dos olhos pretos como sua alma. Perceba que ela sabe o poder que tem, que pouco se importa com outrem. Veja em seus olhos a liderança que ela impõem nas pessoas próximas ou o carinho com que ela trata os poucos amigos que tem. Ou talvez, tenha como exemplo essa indiferença fria que ela se relaciona com pessoas que a fizeram sofrer. Ela é de escorpião, ela é fria como gelo. Dura como pedra, é só olhar e ver. Ela tem uma forma diferente de observar o mundo e suas facetas, ela é 8 ou 80. Vai ou fica. Você ainda não percebeu a intensidade que ela dá para as coisas? O que pra você nada importa pra ela era o que faltava para mudar o mundo. Ah e por falar em mundo, por alguém que ama ela é capaz de mover mundos e fundos, disso não tenha dúvidas. Ou ainda tem? Nunca se relacionou com uma mulher de escorpião? Rapaz, não sabe o que tá perdendo. Com ela certamente você vai viver no ápice da vida ou da morte. Sensível e manhosa em um tempo, no outro uma leoa. Tá rindo por que? Vai tentar conviver com uma dessas dia e noite e vê se estou brincando. Vai lá testemunhar a loucura que é, não vai aguentar. Ela é possessiva ao extremo, carente ao máximo e quando confortável, apaixonante como ninguém. Você chega perto e não vai querer sair e nem ela vai te deixar sair, à menos claro, que você não seja tudo aquilo na cama. Mas se você a surpreender no sexo, com certeza ela te surpreenderá de volta. A reciprocidade, meu caro, com ela é uma loucura. Ela vai querer dominar, mas deixa eu te contar um segredo: ela ama ser dominada. Vai ter que ser firme e não se deixar levar pelos seus comando, por experiência própria, quando ela dita as regras a única coisa que vem a tua cabeça é obedecer. Seja rebelde e selvagem. Não faça suas vontades e que os deuses te protejam, por que vai ser animal. E você vai querer de novo e ela também. E assim vai ser todas as noites, fogos de artifícios irão brilhar no teu céu e você vai ter uma única certeza: que seja eterno enquanto dure e que dure para sempre.

Porque ela é de escorpião e quem não acredita que experimente uma. Ou não, é perigoso.

Capitulo 32 - Los angeles

Nossa discussão para decidir onde iriamos ficar não foi muito longa, cada cidade tinha seu ponto positivo, ambas eram lindas. Mas para ficarmos 3 dias em Las Vegas ia sair mais caro e teríamos que alugar quarto em algum hotel. Em Los Angeles era mais conveniente a cidade era linda também, eu conhecia muito bem e May e Liza moravam lá, poderia matar saudades de ambas e ainda apresentar Van a elas, Liza me ofereceu para ficar em sua casa, mas eu preferi alugar um lugar para mim e Vanessa, assim teríamos mais privacidade para passar os dias e Noites. Ficou decidido que a viagem seria Los Angeles.

- Quero conhecer May logo, ela tem mó jeito de ser um amor. – Van disse enquanto comia um pão

- Ela é. Como cê vai fazer com esses dias sem academia? – perguntei

- Azar, agora vou ficar sem. – falou

- Vou te botar pra suar esses dias, pra perder umas calorias. – falei rindo

- Vish, isso aí me da mais fome ainda, dai engordo mais.

- Para Van, cê tá linda, olha só esses gominhos! – falei passando a mão em sua barriga por cima da camiseta. – ela apenas sorriu e mordeu o pão de novo.

- E você? Não quer colocar uns aí também? – Van sempre me incomodava para ir pra academia com ela, ela sempre queria me arrastar e me dar aqueles exercícios chatos e doloridos que meu corpo fica sentindo por semanas depois.

- Eu não. Tô bem assim, não vou ficar sofrendo aí por nada. – balançou a cabeça e levou o prato com farelos para pia.

Começamos a fazer as malas logo após, o voo estava marcado para o outro dia pela manhã. Coloquei mais que o necessário na mala como normalmente, o que eu mais gostava de usar principalmente, no final já estava tão sem paciência, que socava as coisas de qualquer jeito na mala só para acabar logo com aquilo.

- Ah não Clara! O que você tá fazendo, tá tudo bagunçado. – falou comum tom de irritação na sua voz

-Quase não cabe mais nada aqui senhor, vou botar algumas coisas na sua…

- Vai nada! Vai tirar tudo isso aí de novo e dobrar direito, se fizer eu aposto que cabe o dobro de coisas. – falou

- O que eu fiz pra merecer uma mulher assim tão organizada senhor? – falei alto olhando pra cima, e ela soltou uma risada.

- Eu surgi pra organizar essa sua vida bagunçada. – falou me dando um tapa no braço.

Max brincava no meio daquela bagunça toda enquanto arrumávamos as malas, colocou um sutiã meu na cabeça e deu uma risada gostosa.

- Olha só Clara, parece um mosquitinho. – Van disse pegando ele no colo.

Fabian passaria lá em casa ainda mais tarde para levar Max pra França com ele que passaria uns bons dias lá com a sua outra parte da família.

- Vou sentir tanta falta do meu amor. – falei e dei um beijo na testa de Max. – Ainda bem que você vai estar comigo. – beijei a testa da Van também.

- E o nosso filhinho Clara? Onde vamos deixar ele? – perguntou se referindo a Luke o gatinho laranja.

- Com os seus outros filhos eu acho. Sua mãe não se importa né?

- Não, por ela não tem problemas.  – falou colocando Max no chão.

Fabian chegou para buscar Max já estava anoitecendo, arrumei a mochila dele e entreguei Max a Fabian com uma dorzinha no coração por ficar longe do meu bebê todos aqueles dias. Van e eu jantamos e dormimos logo após deixar Luke com Solange, no outro dia acordaríamos cedo para Viagem.

Pela manha foi rápido, acordamos e não enrolamos muito para se arrumar, logo estávamos no aeroporto embarcando para Los Angeles, para horas de viagem que passaram se arrastando, enquanto matávamos o tempo ouvindo musica, comendo, conversando e dormindo. A chegada no aeroporto de L.A foi tranquila, May fez questão de estar lá para nos receber no setor de desembarque.

Ao meio da multidão de cabeças eu ficava na ponta dos pés procurando aquele loiro platinado de May em meio ao povo, que surgiu pela minha direita me surpreendendo.

- Tá procurando quem? – falou com a mão no meu ombro sorrindo, abracei ela com toda força, estava morrendo de saudade dela, a muito tempo não sabia como era o abraça da melhor amiga.

- Que saudade. Olha essa é a Van. – falei boba, May puxou Van para um abraço e um beijo no rosto.

- Prazer Van, você é linda. – falou

- Você também, obrigada, é um prazer. – Van respondeu

Ao meio das pessoas procuramos a saída do Aeroporto e entramos no carro de May. Primeiramente ficou combinado que iriamos almoçar na casa dela, depois mais tarde dar uma volta em L.A, a noite apenas iriamos para o Hotel, fazer Check in.

- Coyote só fala da sua volta, tá louco pra ver você. – May disse enquanto prestava a atenção no transito com os olhos na estrada.

- Ah ele é um amor mesmo. – falei

- Coyote? – Van repetiu o nome em forma de pergunta, nunca havia falado sobre Coyote para ela, só que May era casada com um americano.

- Sim, meu marido. – falou May

POV Vanessa

Quando chegamos na casa de May eu observei o lindo prédio, Hollywood Tower, mais não perdeu as piadas sobre as histórias do local.

- Tem medo de fantasma Van? – perguntou com um sorriso sapeca.

- Na verdade eu tenho.

- Hollywood Tower é muito famosa por ser conhecida por mal assombrada . – falou rindo pra mim.

- Sério? – Clara apenas seguia do meu lado com a mão na minha enquanto subíamos de elevador.

- Sim, esse elevador está no prédio desde a construção, tem até um brinquedo na Disney baseado nele.

- O elevador é tão mal assombrado quanto esse corredor? – falei quando saímos do elevador, dava para um grande corredor escuro, que era realmente assustador, parecia uma cena daqueles filmes de terror, com varias portas distribuídas a esquerda e direita, no fim uma janela, papeis de paredes antigos que dava um ar mais assustador ainda.

May riu com a minha pergunta e disse: - Esse sim, até eu tenho medo de andar sozinha às vezes, mas nunca vi nada demais.

Entramos no seu apartamento amplo e bem iluminado, bonito, bem organizado na cozinha um homem alto de cabelos pretos revezava as mãos nas panelas e na faca para cortar temperos.

- Esse é o Coyote. – May me apresentou

Ele trocou algumas palavras em inglês comigo e eu respondi apanhando um pouco, meu inglês não era grande coisa e após anos sem falar estava bem ‘’enferrujado’’.

O almoço que ele fez foi delicioso, comi acompanhando as conversas extrovertidas da mesa, e me senti em casa, do modo que May e seu marido me trataram, agora eu entendia por que Clara falava tão bem de May sempre, ela era realmente aquela mulher incrível que Clara descrevia, podia passar horas com ela e nunca cansar.

Durante a tarde saímos por Los Angeles Downtown para conhecer o centro, a quantidade de lojas por lá era incrível, coisas baratas, até aproveitamos para fazer umas compras. Coyote fez com que Clara fosse até um restaurante ali perto com ele para buscar um pedaço de Pizza, eu e May desviamos o caminho para outro lado onde uma grande loja me chamou a atenção.

A frente da loja era toda de vidro com muito manequins na frente, diversos cada um dele exibia uma lingerie diferente, parei de caminhar para encarar a loja por alguns estantes, May deu mais dois passos e parou para me encarar também.

- Quer entrar ? – perguntou com um sorriso safado.

- Acho que vou dar uma olhada. – falei

- Vai se apaixonar, é a melhor loja de lingerie aqui de L.A, tem cada peça linda, da vontade de levar a loja inteira. – comentou – Tenho muitas coisas daqui.

Entrei na loja e não sabia por qual parte começar, então observei a parte que tinha uma placa escrita corset , ali tinham diversas cores, era até difícil escolher.

- Nossa May, qual eu escolho? – ela corria os olhos por todas as peças.

- Qual cor você gosta mais?

- Para esse tipo de coisa eu gosto de vermelho, preto, e branco. – falei ainda em duvida.

- Prova então. Te digo a minha opinião. – May disse colocando as peças nos meus braços.

Depois de provar os corsets* acabei gostando do branco, todos ficaram lindo, mais o branco tinha uma coisa diferente, pois combinava demais com meu tom de pele mais bronzeado.

- Quer levar uma cinta-liga também?

- Claro, combina demais. – falei e peguei varias para escolher, peguei a menor.

Escondi a sacola da loja em meio as outras para que Clara não percebesse. Nos encontramos logo após dobrar a esquina ela vinha conversando com Coyote que levava um grande pedaço de pizza a boca.

- Então meninas… – Clara disse sorrindo como um anjo

- Acho que já podemos voltar pra casa, pra pegar as malas, e dar check in no hotel. – falei

- Meu deus olha todas essas compras, quero ver ter mala pra colocar tudo isso depois. – disse pegando algumas sacolas da minha mão.

- Algumas são por uma boa causa. – May falou com o sorriso mais safado

- Como assim? – Clara perguntou confusa.

- Calma amiga, essa noite você descobre. – May completou

*( Corset- Alguns também conhecem como Espartilho ou Corpete )

@ClanessaNewFic 

Você morreu pra mim na hora que me disse “adeus”. Foi difícil pra mim esquecer a frieza que tinha em seus olhos no momento em que você me disse que não queria mais nada comigo, que nosso amor havia se acabado e mais um monte de mentiras. Sim, eram mentiras, eu sei, e confirmei isso depois de uma semana que vi você nos braços de um monte de meninas naquela festa. Naquele momento eu senti raiva. Muita raiva. E toda essa raiva se transformou em ódio. Odeio por ter lhe dado um amor incondicional, o amor mais puro que eu poderia te dar. Um amor verdadeiro, sincero e sem traições. Todo o amor que senti por você morreu, foi por água abaixo. E deu lugar para esse desprezo imenso que sinto hoje. Eu olho pra trás e tudo que consigo enxergar é um imenso tempo perdido. Porque você nunca mereceu nada do que teve de mim. E eu sempre mereci mais do que você tinha a me oferecer. Só que o amor cega, e eu não enxergava claramente no início. A ingenuidade e a emoção tomaram conta e, eu não percebi que tudo vindo da sua parte era falso. Porque eu sempre fui verdadeira e boba, acreditei que você era também. Fui tola, fui burra, mas aprendi. E cresci. Você me ensinou a me amar primeiro antes de amar a outro. Me ensinou a ser minha própria prioridade, e a não correr atrás de ninguém. Depois de você, tive que aprender a lidar com o desprezo. Você desprezou tudo que te dei e fez questão de mostrar que eu não era tão importante pra você. Eu fui uma boba em acreditar que meu mundo era completo contigo ao meu lado. Não era nada disso, porque nem seu pensamento estava ali conosco. Talvez eu nunca volte a sentir esse sentimento, desse amor tão louco e verdadeiro, de me entregar completamente para alguém. A partir de agora, não vou ser a mesma. Você conseguiu mudar tudo em mim, e acredite, para melhor. Pois hoje posso dizer que te superei. Estou firme e forte. Pode ter doído, e muito, mas continuei de pé. E quando me ver por algum canto qualquer, com um sorriso no rosto, batom vermelho e um vestido preto, posso estar sozinha, mas pode ter certeza que estarei feliz. Aprendi a me colocar em primeiro lugar, a ficar e me sentir bonita para mim, a me divertir e, principalmente, a me amar.
—  Escrito por Bianca, Laís, Juliana e Beatriz Maria em Julieta-s.
Ogum

Postei alguns dias as qualidades de Ogum no candomblé, hoje postamos uma ressalva sobre Ogum dentro do culto da Umbanda.
Vamos as Definições e Histórias de Ogum:

Primeiramente, precisamos entender que quando falamos dos “Oguns” ou de todos os Ogum que baixam nos Templos de Umbanda rodando suas espadas no ar, não são o próprio Orixá Ogum, pois o Orixá não baixa na Umbanda, muito menos são Caboclos de Ogum, os caboclos de Ogum são índios que fazem cruzamento com este Orixá.
O Povo de Ogum que baixa nos terreiros são espíritos de homens que fora ligados ao militarismo de alguma forma, estes espíritos por afinidades astrológicas e energéticas trabalham nessa linha são Guerreiros Romanos, Gregos, Espartanos, Mouros, Gauleses, Bárbaros, Hititas, Egípcios, Malês, Sarracenos, Templários, Britânicos, Chefes Indígenas, Beduínos, Persas, Macedônios, Chineses, Samurais, Babilônicos, enfim vários países e territórios.
Vamos a explicações:

Ogum Matinata: Veste Vermelho apenas, é a linha mais pura de Ogum, sando chamado por Ogum Guerreiro.

Ogum Beira-Mar: Veste Vermelho e Azul Claro, ligado as praias de Iemanjá, conhecido como o Sentinela de Maria.

Ogum de Lei (Ogum Delê): Ligado a Xangô usa Vermelho e dourado, cor de sua armadura trás uma balança nas mãos ligado a execução da justiça.

Ogum Yara: Ligado a Ibeji e Oxum, usa vermelho e Azul escuro trabalha nas nascentes dos rios.

Ogum Malê ou Malei: Ogum ligado a Oxalá,patrono das entidades do Oriente e de Cura, cuida de todos espíritos dos médicos astrais, usa Vermelho e Branco, não usa capacete.

Ogum Megê: Serventia de Obaluaê, regula os Exus, trabalha muitas vezes dentro da Calunguinha, veste Preto, Vermelho e Amarelo, usa bandeira e lança como arma,alguns usam espadas, sempre representado montado num cavalo branco.

Ogum Rompe-Mato: Ligado a Oxossi, cuida das entradas das matas e florestas, usa Verde escuro e Vermelho, uma espada de São Jorge na mão, alguns usam fitas na cabeça.

Ogum Sete-Espadas: Ligado a energia pura de Ogum, vibra com Ogum Matinata, usa uma espada na mão e outras seis cruzadas na capa, Usa vermelho e prata.

Ogum Sete-Ondas: Vibra com Ogum Beira-Mar, trabalha nas ondas do mar,ligado a Iemanjá usa Azul Royal e Vermelho, se veste com capacete de conchas.

Ogum das Pedreiras: Guarda as pedreiras de Xangô de armadura dourada e penas marrons, vibra com Ogum de Lei quase não se desloca grande executor não aceita ordens.

Ogum Caiçara: Vibra com Ogum Yara, usa Vermelho e Azul bebê, se desloca pelo templo cuida do fundo da foz dos Rios.

Ogum do Oriente: Vibra com Ogum Malê, com ligações árabes traz um turbante, vibra com as cores vermelho, branco e dourado.

Ogum de Ronda: Trabalha com Ogum Megê trabalha nas entradas da Calunguinha, corre sua ronda a Meia-Noite.Usa Preto, Vermelho e Verde. Trás cruz de Malta no peito.

Ogum das Matas: Usa Verde e Branco são espíritos Indígenas, usam espadas e bradam muito.

Ogum Sete-Lanças: Ligado a Ogum Matinata e Sete-Espadas usa vermelho apenas,  roda cruzando o terreiro.

Ogum Sete-Mares: Ligado a Ogum Beira-Mar e Ogum Sete-Ondas, cuida dos Mares usa azul bem escuro e vermelho.

Ogum de Ouro: Trabalha com Ogum de Lei e Ogum das Pedreiras, Usa Vermelho e Amarelo. Vibra com Iansã.

Ogum Menino: Vem com Ogum Yara e Ogum Caiçara trabalha nos lajeados e barrado de corais. Usa Vermelho e Azul.

Ogum da Lua: vibra com Ogum Malê e Ogum do Oriente, trabalha nas vibrações lunares, nos campos abertos do Humaitá. Usa Vermelho e branco.

Ogum Xoroquê: Trabalha com Ogum Megê e Ogum de Ronda vibra muito com Exu, ligado a Obaluaê também, é o Ogum mais negativo. Usa Preto, Vermelho e Branco.

Ogum dos Rios: Trabalha com Ogum Rompe-Mato e Ogum das Matas usa verde água e vermelho apesar do nome trabalha nas Pontes.

Além desses ainda existem outros Oguns: Ogum Naruê (trabalha na calunguinha), Ogum da Estrada (Trabalha na estrada), Ogum Rompe Folha (trabalha na mata) Ogum Bandeira (trabalha no Humaitá), Ogum Gererê (ligado à Xangô).

Ela é de escorpião, é só olhar e ver. Passos confiantes como se soubesse o segredo do mundo, olhar marcante para te despir a alma e loucura suficiente para te convencer a ser louco com ela também. Vê como ela nem liga para o que as pessoas acham do batom vermelho sangue e dos olhos pretos como sua alma. Perceba que ela sabe o poder que tem, que pouco se importa com outrem. Veja em seus olhos a liderança que ela impõe nas pessoas próximas ou o carinho com que ela trata os poucos amigos que tem. Ou talvez, tenha como exemplo essa indiferença fria que ela se relaciona com as pessoas que a fizeram sofrer.
Ela é de escorpião, ela é fria como gelo, dura como pedra, é só olhar e ver. Ela tem uma forma diferente de observar o mundo e suas facetas, ela é 8 ou 80. Vai ou fica. Você ainda não percebeu a intensidade que ela dá para as coisas? O que para você nada importa para ela é o que faltava para mudar o mundo. Ah, e por falar em mundo, por alguém que ama ela é capaz de mover mundos e fundos, disso não tenha dúvidas. Ou ainda tem? Nunca se relacionou com uma mulher de escorpião? Rapaz, não sabe o que tá perdendo. Com ela certamente você vai viver da vida ou da morte. Sensível e manhosa em um tempo, no outro uma leoa. Tá rindo por que? Vai tentar conviver com uma dessas dia e noite e vê se estou brincando. Vai lá testemunhar a loucura que é, não vai aguentar.
Ela é possessiva ao extremo, carente ao máximo e quando confortável, apaixonante como ninguém. Você chega perto e não vai querer sair e nem ela vai te deixar sair (…) A reciprocidade, meu caro, com ela é uma loucura. Ela vai querer dominar, mas deixa eu te contar um segredo: ela ama ser dominada. Vai ter que ser firme e não deixar levar pelos seus comandos, por experiência própria, quando ela dita as regras a única coisa que vem a tua cabeça é obedecer. Seja rebelde e selvagem. Não faça suas vontades e que os deuses te protejam (…).
Porque ela é de escorpião, e quem não acredita que experimente uma. Ou não, é perigoso.
—  jafoste.net