unzinho

  • Satanás: Só uma mentirinha...
  • Cristão: Não, eu escolho Deus.
  • Satanás: Só um cigarrinho...
  • Cristão: Não, eu escolho ser amigo de Deus.
  • Satanás: Só uma ''ficadinha'', ninguém vai saber...
  • Cristão: Não, já morri pra minha vida.
  • Satanás: Só um corte, de leve, você esconde depois, ninguém tá vendo... só unzinho!
  • Cristão: Não, agora eu vivo a vida de Deus!
  • [...] tempo depois [...]
  • Deus: Servo bom e fiel, negastes a si mesmo e fizestes como Cristo carregando sua cruz, agora, pois, vinde à mim possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo!

IMAGINE COM HARRY STYLES

Queria gentilmente deixar aqui meu agradecimento a senhorita kamila por me dar a ideia de mais de metade desse imagine. Sem você eu iria apagar isso aqui ((:

Eu observava através dos óculos de sol Harry e Meghan brincando na piscina. Ela ria alto com as caretas que Harry fazia enquanto o mesmo, em pé na piscina, segurava-a por baixo de seus braços por ela ainda não dar pé.

Olhei  rápido pro sol, já passava um pouco do meio-dia e ali, na borda da piscina, deitada na espreguiçadeira, eu podia sentir ele queimando minha pele.  

O restaurante da pousada que estávamos já estava aberto para o almoço, o que era uma ótima oportunidade de tirar Meghan da piscina. Me levantei e fui em direção a eles na piscina chegando bem perto da borda e me agachando ali.

– Vamos almoçar? – Chamei a atenção dos dois e pude ver eles trocando um olhar cúmplice antes de me dar atenção.

– Ah mãe.. – Meghan disse manhosa – Não pode esperar mais um pouco?

– Não amor, o sol tá muito forte agora e depois o horário de almoço pode acabar. A gente não pode perder o almoço..

– Só mais meia-hora S/n.. – Harry exclamou, no mesmo tom de Meghan, dobrando uma das pernas pra que a mesma ficasse em pé ali. E ela ficou, ignorando meu pedido de vez.

– Harry o sol tá muito forte, já é quase meio dia, é melhor a gente sair e depois a gente volta..

– A gente já passou protetor solar mãe.. – Meghan reclamou mexendo no cabelo do pai, provavelmente inventando algum penteado novo.

– E qualquer coisa a gente pode sair pra comer fora daqui S/n..  – Ele completou.

– Harry, agora. – o encarei séria.

Não dava pra eu ficar falando que não podia enquanto ele mesmo, o pai, dizia que podia.

– Mãe.. Entra também, vem! – Harry me encarou, entendendo meu olhar.

– Não Meghan, – intervi –   Nós temos que sair agora. Certo Harry? – Ergui as sobrancelhas, certa que ele já tinha me entendido e ele assentiu com a cabeça pra mim com o olhar baixo.

– Vamos filha, depois a gente volta..  – Harry já se levantava um pouco da piscina com Meghan no colo.

–Ahhh pai, eu não quero sair..  – Ela se agarrou ao seu corpo, mesmo com ele andando. Harry negou com a cabeça pra ela.

–Mas nós vamos.

Me levantei da borda voltando a mesa com nossas coisas, já preparando a toalha dos dois enquanto ouvia Meghan reclamar, em sussurro pra Harry, que agora tentava convencer ela que sair era o certo a se fazer.

Eles vieram até mim de mãos dadas e logo Harry pegou uma toalha enquanto eu estendia a toalha sobre meus braços, enxugando uma Meghan com bico nos lábios. Bico esse que se desfez na primeira palahaçada feita pelo pai durante o almoço.

Na verdade Harry parecia não ter entendido que eu ainda estava chateada com ele.

Depois do almoço, voltamos pra piscina e logo Meghan já estava correndo para a piscina de crianças, a qual ela dava pé,  enquanto eu e Harry arrumávamos as coisas em outra mesa.

– Meghan sem pular ou mergulhar muito!  – gritei

– Mamãe..! –reclamou me olhando e refazendo o bico, o que fez Harry dar uma risadinha abafada atrás de mim.

– Você acabou de almoçar Meghan, se você ficar mergulhando e pulando pode acabar passando mal ou vomitando.. – Ela fez cara de nojo.

– Eu não quero vomitar. – Suas mãos foram para a barriga e eu rosto ainda estava um pouco branco do protetor que acabará de passar. Sorri da cena.

– É só fazer o que eu mandei. – Ela assentiu com a cabeça, desviando logo a atenção e indo para a piscina de crianças.

Me ajeitei na espreguiçadeira mais uma vez, passando o protetor solar em minha pele. Harry me encarava mordendo os lábios, segurando-se para não falar algo.

Acho que ele entendeu.

– Você quer que eu passe nas suas costas? – Harrry se sentou na cadeira à minha frente. Ele mechia nos dedos e mordia os lábios,  aparentemente nervoso.

Ele com certeza entendeu, pelo menos uma parte. Entendeu que eu estava chateada com ele.

– Não. –Respondi seca sem desviar meus olhos de minha pele.

– Tem certeza? Depois pode ficar queimada e..

– Não Harry, obrigada. – O encarei séria.

Um silêncio se instalou ali. Ele estava visivelmente desconfortável, mas mantinha-se ali ao meu lado. Ambos encarávamos Meghan que conversava com uma amiguinha feita na própria pousada.

– O que eu fiz? –Harry perguntou manhoso olhando pra mim e quebrando o silêncio. Virei minha cabeça pra ele.

Harry ficava tão mais atraente bronzeado que eu tinha vontade de falar que já nem importava mais. Controlei a pequena vontade em mim e me virei cruzando os braços.

– Me fez parecer uma megera.

– O que?

–Ah Harry, por favor. Ainda pouco, quando eu chamei vocês pra fora Meghan não queria sair de jeito nenhum, e você deu a maior razão a ela, ficando contra mim –aumentei um pouco o tom de voz –  mesmo sabendo que eu não estava errada! Você tirou toda a minha moral afinal, cada um falando uma coisa ela escolhe o que mais agradar a ela.No caso, não era eu, fez parecer que eu estava fazendo aquilo por que eu era uma chata, não porque o sol forte realmente não é muito bom.. –abaixei o tom de voz, suspirando. Ele encarava a piscina. – Você fez parecer que ela não precisava me obedecer.. Poxa Harry. – Me joguei de costas na espreguiçadeira deitando na mesma.

Mais uma vez o silencio se instalou entre nós.

– Desculpa. – Ele suspirou – Não foi a minha intenção fazer isso, eu juro. –Harry disse e eu olhei pra ele que desviou o olhar de Meghan pra mim logo em seguida

–Eu sei, mas também não é a primeira vez.. –Me sentei na espreguiçadeira, ficando ao lado de Harry e o olhando – Na verdade, eu até entendo um pouco. Você fica uns tempos fora, e ai, quando está com ela, parece tentar recompensar-la. – Harry olhou pra nossa filha e eu apoiei minha mão em sua coxa. Seu olhar se voltou a mim – Eu realmente entendo sabe. Mas não dá pra fazer isso sempre. Você não poder ser super legal e liberal o tempo todo. Você precisa ser só pai dela, pro que ela acha bom e pro que ela acha que é bom e pro que ela acha ruim, mas o pai. – Enquanto eu falava, Harry assentia com a  cabeça, encarando Meghan.

Ficamos em silencio por mais alguns segundos antes dele suspirar fundo e se virar pra mim mais uma vez.

– Eu sou um pai ruim?

–O que?

– Com sinceridade, você acha que eu sou um pai ruim? Quer dizer, as vezes acho que eu realmente não nasci pra isso. Eu mal sei cuidar de mim S/n!

–Harry, você é um bom pai, acredite em mim, você é! – Sorri pra ele que ainda parecia inseguro. –Meghan tem seis anos, e é a nossa primeira filha. Não é como se a gente tivesse alguma experiência nisso. Muitas e muitas vezes eu também não sei o que fazer. É ai que você entra.

Ele sorriu e eu fiz o mesmo pra ele logo olhando pra Meghan. Arregalei os olhos ao ver sua posição. Ela estava pronta pra pular.

– Meghan! – Gritei me levantando e ela me olhou assustada – O que você pensa que está fazendo? – Harry se pos ao meu lado em pé.

– Só um mergulhinho mãe! Só unzinho

– Meghan nem.. – Harry segurou meu braço fazendo eu parar de falar e olhar pra ele que assentiu a cabeça pra mim antes de começar a falar.

– Filha, vem aqui.. –Ele a chamou com a mão. Ela suspirou chateada e veio em nossa direção, quase batendo os pés. Harry voltou a se sentar na cadeira e ela foi até ele – O que a sua mãe disse? – Sorri vendo a cena de fora.

– Pra eu não mergulhar..– ela murmurou, contrariada.

– E o que você estava fazendo? – Harry se mantinha totalmente calmo. O oposto de como eu estaria agora. Sorri mais.

– Era só unzimho pai.. – ela aumentou a manha na voz e ele a encarou serio a fazendo diminuir o tom só com o olhar – Eu juro! –Meghan murmurou.

– Unzimho, unzão, tanto faz. Quando a sua mãe, ou eu, falamos que não é pra fazer algo, não é pra fazer e pronto, sem birra ou escapada.

– Mas pai, antes você mesmo não obedeceu a mamãe. Você também fez isso! –  Ela cruzou os braços e Harry levantou a sobrancelha

– Birra? – Ela assentiu e Harry olhou pra mim. Seu olhar clamava por socorro e eu fui até eles, me abaixando na altura de Meghan e apoiando meu braço na perna de Harry.

– É diferente Meghan, as relações são outras

– Por que?

– Porque você é nossa filha.   – Harry voltou a falar – Sua mãe é minha esposa e eu sou o marido dela. Marido e esposa não devem obedecer uns aos outros, eles devem entrar em um acordo, afinal os dois são adultos e já sabem o que fazer e o que não fazer. Você ainda tá aprendendo e a gente tá aqui pra te ajudar.. – Meghan suspirou derrotada.

– E sem birra – Olhei firme pra ela que abaixou a cabeça assentindo. – Você pode ir lá.. Só não pode pular e fazer muitas estripulias.. – Ela levantou a cabeça.

– Se eu entrar pela escadinha eu posso ficar lá? –Ela perguntou olhando pra mim e pra Harry, assentimos juntos e ela voltou andando rápido pra piscina.

Ri da cena e Harry me olhou.

–Acho que formamos uma boa dupla.. – Ele comentou, sorrindo aberto.

–Sim, nós formamos.