uma saida

E mais uma noite
Uma mulher chorou
A nação parou
Mais só ela sentiu.
Mais uma noite
Um corpo foi forçado
Dilacerado
E agora? Quem é o culpado?
Mais uma noite
Uma mulher foi ferida
Roubaram lhe sua vida
Sua dignidade
E tem quem diga que não foi crueldade!
Ate quando sociedade?
Mais uma noite
Uma mulher entrou pra estatistica
Lotaram sua alma de ferida
E ninguem vai lhe dar uma saida.
Sera que todas merecemos?
Ter nossos corpos invadido?
E ainda ser culpada
Por estar na hora errada
E não esta comportada.
Sera que meu corpo merece?
Ser trocidado assim?
Mas se não tomar uma atitude
Sera muitas depois de mim!
—  Paola Cristina

Férias:

só trai uma vez. Namorava a muito pouco tempo quando fui de ferias de verão com os pais para o algarve, quase 2 semanas. no terceiro dia conheci um rapaz e demos bastante bem, e como estavamos sempre ao telemovel deu para perceber logo que tambem namorava. No dia seguinte voltamos a encontrar na praia por acasoe fomos ao bar comer um gelado, fartamos de falar e acabamos por combinar uma saida depois de jantar. fomos beber cafe e depois á praia, umas brincadeiras na areia tipo luta e fiquei deitada em cima dele e curtimos, e no fim da noite comemo-nos nas traseiras da casa onde ele estava, deviam ser umas 3 da manha. A partir dai combinavamos sempre ir às mesmas praias de dia, e saimos quase todas as noites, nem todas acabaram em sexo mas houve sempre algo de sexual, nem que fosse um broche ou deixa lo mexer me nas mamas por baixo da roupa, dava.nos pica fazer o que nao deviamos, a mim especialmente pq ele me mostrou fotos dela e era